Exposição 'Dentro | Fora: Arte e Grafite no MAM Rio'

Obras dos artistas A. R. Penck (1939), nascido na Alemanha, e do carioca Gustavo Speridião (1978), no foyer do Museu, dialogam com a quarta edição do Festival de Arte Urbana Arte Core, que ocupa os jardins externos nos dias 15 e 16 de outubro.

O Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro inaugura no próximo dia 15 de outubro, a exposição “Dentro | Fora: Arte e Grafite no MAM Rio”, com curadoria de Fernando Cocchiarale e Fernanda Lopes, que cria um diálogo com a quarta edição do Festival de Arte Urbana Arte Core, que ocupa nos dias 15 e 16 de outubro os jardins do Museu com grafite, música, pistas de skate e oficinas para crianças.

Dentro | Fora: Arte e Grafite no MAM Rio”, mostrará no foyer do Museu trabalhos pertencentes ao seu acervo, onde arte e grafite estabelecem forte diálogo. Os curadores escolheram obras dos artistas A. R. Penck (Dresden, Alemanha, 1939), e Gustavo Speridião (Rio de Janeiro, 1978). “Nascidos em diferentes países e pertencentes a diferentes gerações, Penck e Speridião alimentam em suas obras influências outras que não apenas as da história da arte. Ao fazerem referência à arte das culturas tradicionais e à arte popular (no sentido mais amplo que esse termo possa ter), reforçam o interesse e o diálogo da arte com a cultura urbana, onde as duas pontas se influenciam e se reinventam. De dentro para fora e de fora para dentro”, explicam Fernando Cocchiarale e Fernanda Lopes.

No âmbito da exposição, serão realizadas nos dias 15 e 16 de outubro, das 15h às 16h30, conversas sobre a cultura de rua, com nomes da cena urbana carioca, que darão diferentes abordagens e pontos de vista sobre o tema.

A.R. Penck, Ohne titel, album Ur End Standart, 1972. serigrafia. 70 X 70 cm

A.R. Penck, Ohne titel, album Ur End Standart, 1972. serigrafia. 70 X 70 cm

 A.R. Penck, Ohne titel, album Ur End Standart, 1972. serigrafia. 70 X 70 cm  A.R. Penck, Ohne titel, album Ur End Standart, 1972. serigrafia. 70 X 70 cm

A.R. Penck, Ohne titel, album Ur End Standart, 1972. Serigrafias. 70 X 70 cm 

"O que está dentro fica. O que está fora se expande”

No texto que acompanha a exposição, Fernando Cocchiarale e Fernanda Lopes contam que “em uma manhã de julho de 1979, a cidade de São Paulo acordou com algumas de suas galerias de arte com as portas de entrada lacradas com um X feito de fita crepe e uma folha de papel mimeografada com a frase: ‘O que está dentro fica, o que está fora se expande’”. “Mesmo sem nenhuma referência de autoria, a intervenção logo teria seus autores descobertos em uma matéria de jornal. O grupo 3Nós3, formado por Hudinilson Jr., Mário Ramiro e Rafael França, realizou intervenções na cidade de São Paulo no fim da década de 1970 e início dos anos 1980. Em meio aos ‘anos de chumbo’, quando a ditadura militar ainda dominava o país, artistas jovens, rebeldes e desafiadores atuavam na rua, com performances e intervenções pipocando em galerias, museus e no espaço urbano”. “X-Galeria foi uma delas e, assim como outras iniciativas como essa, fazia alusão não só às censuras do regime de ditadura militar, mas também questionava os espaços convencionais do sistema de arte (galerias e museus) e os limites impostos por ele (não só aos artistas, mas também ao público): o que era uma obra de arte, como ela deveria ser produzida e apresentada, e também como deveria ser vista. Era um tempo em que os limites, em todas as áreas, estavam sendo colocados em xeque, e a rua parecia ser o lugar onde a liberdade desejada se manifestaria de maneira mais clara”.

Apocalipse, 2009. óleo, esmalte sintético, acrílica, verniz com pigmento, spray, carvão, pastel seco, grafite e caneta posca sobre tela. 211 X 492 cm. Coleção Gilberto Chateaubriand MAM RJ

Apocalipse, 2009. Óleo, esmalte sintético, acrílica, verniz com pigmento,
spray, carvão, pastel seco, grafite e caneta posca sobre tela. 211 X 492 cm.

Serviço

Exposição “Dentro | Fora: Arte e Grafite no MAM Rio”
Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro / Foyer
Abertura: 15 de outubro de 2016, às 15h
Exposição: até 06 de novembro de 2016
De terça a sexta, das 12h às 18h.
Sábado, domingo e feriado, das 11h às 18h.
Ingresso: R$14,00
Estudantes maiores de 12 anos: R$7,00
Maiores de 60 anos: R$7,00
Amigos do MAM e crianças até 12 anos: entrada gratuita
Domingos: entrada gratuita
Sábados ingresso família, para até 5 pessoas: R$14,00
Endereço: Av. Infante Dom Henrique, 85
Parque do Flamengo – Rio de Janeiro – RJ 20021-140
Telefone: 21. 3883.5600
www.mamrio.org.br 

Curadoria: Fernando Cocchiarale e Fernanda Lopes
Patrocínio: Lei de Incentivo à Cultura e mantenedores do MAM: Petrobras, Bradesco
Seguros, Light e Organização Techint
Realização: Ministério da Cultura, Governo Federal – Ordem e Progresso

fonte: divulgação CW&A Comunicação

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28