BRASIL, Belo Horizonte - A memória documental de Minas Gerais ganhou um dos maiores reconhecimentos existentes em todo o mundo.

A UNESCO – Organização das Nações Unidas para a Ciência, a Educação e a Cultura divulgou que a Coleção de obras raras da Biblioteca do Instituto Cultural Amilcar Martins (ICAM), situada em Belo Horizonte, foi contemplada com o título Memória do Mundo. É o primeiro acervo bibliográfico brasileiro a receber tal honraria.

Preocupada com a promoção da identificação e a preservação do patrimônio cultural de todo o mundo, a UNESCO criou, em 1992, o Programa Memory of the World (Mow), consciente de que grande parte da memória do mundo se encontra nas bibliotecas e nos arquivos espalhados por todo o planeta. O objetivo é identificar, registrar e proteger acervos documentais e bibliográficos considerados importantes para a Memória do Mundo.
 
O Título
A concessão do Registro de Memória do Mundo é feita mediante julgamento minucioso de comissões compostas por instituições e especialistas de alto nível. Entre os documentos preservados com o apoio do programa encontram-se, por exemplo, a Bíblia de Gutenberg, a partitura original da 9ª sinfonia de Beethoven, a Carta de Pêro Vaz de Caminha e o Tratado de Tordesilhas.

Além de documentos como esses, fundamentais para a história de toda a humanidade, o programa busca também identificar e preservar documentos e acervos de importância fundamental para a história, a memória e a cultura dos diversos países.

No Brasil já obtiveram o registro como Memória do Mundo, documentos e acervos como a Lei Áurea de 1888 (Arquivo Nacional); a Carta da Abertura dos Portos, de 1808 (Biblioteca Nacional); os documentos originais dos Autos da Devassa da Inconfidência Mineira (Arquivo Nacional); Coleção Francisco Curt Lange de Documentos Musicais (Museu da Inconfidência-Ministério da Cultura); os arquivos pessoais de Rui Barbosa (Fundação Casa de Rui Barbosa); de Getúlio Vargas (CPDOC/FGV); de Guimarães Rosa (IEB/USP); de Machado de Assis (Academia Brasileira de Letras); o Acervo documental da Comissão Construtora da Nova Capital de Minas (Arquivo Público da Cidade de Belo Horizonte); Fundo Câmara Municipal de Ouro Preto – 1711-1889 (Arquivo Público Mineiro), entre outros.

O reconhecimento da Coleção de obras raras da Biblioteca do ICAM como parte da Memória do Mundo aconteceu em outubro de 2016, e somente agora foi divulgado.

A cerimônia de entrega do certificado Memória do Mundo da Unesco será realizada no dia 6 de dezembro de 2016, às 19h, no Palácio do Itamaraty, e será recebido pela presidente do Instituto Cultural Amilcar Martins, Lucia Flecha de Lima.

Fonte: SEC MG

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31