ÁUSTRIA, Viena - O Parlamento austríaco aprovou nesta quinta-feira (15) uma lei para expropriar a casa natal do ditador nazista Adolf Hitler, na cidade de Braunau am Inn, no norte do país.

Por anos, a proprietária da residência, a aposentada Gerlinde Pommer, recusou ofertas para vender o local e o governo austríaco tenta impedir que a casa se torne uma atração turística para um público de extrema-direita. O imóvel foi alugado por Pommer para o governo em 1972 e usado por muitos anos como um centro para pessoas com deficiência. No entanto em 2011, foi esvaziado após uma desavença com a proprietária, que se recusou a permitir uma reforma no local.

Em outubro, o ministro do Interior, Wolfgang Sobotka, anunciou que a casa seria demolida. No entanto se retratou assegurando que seria modificada de "modo substancial".

Adolf Hitler nasceu na cidade, em 20 de abril de 1889 e viveu neste sobrado durante o primeiro ano de vida. Em seguida, sua família se mudou para Passau, na Baviera. Durante a Segunda Guerra Mundial (1939 - 1945), um oficial nazista comprou o imóvel e o abriu ao público.

Fonte: ANSA

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31