BRASIL, Brasília - Um dos nomes mais expressivos da arte moderna brasileira, Cândido Portinari terá, pela primeira vez, uma exposição individual na cidade de Roma, na Itália.

Iniciativa dos ministérios da Cultura (MinC) e das Relações Exteriores (MRE), a mostra A mão infinita levará à capital italiana 26 obras do artista, que fazem parte do acervo do Museu Nacional de Belas Artes (MNBA), administrado pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram). A exposição será de 7 de fevereiro a 22 de abril, na Embaixada do Brasil.

De acordo com Mônica Xexéo, diretora do MNBA e uma das três curadoras da mostra, a ideia é levar um recorte que permeie a trajetória do pintor desde a década de 30 até os anos 60. "A escolha de Portinari é muito feliz, afinal ele é um dos maiores artistas brasileiros do século passado, reconhecido internacionalmente. Como a cidade de Roma não havia recebido nenhuma exposição dedicada somente a ele, incluímos obras emblemáticas, como O Café (1935), um quadro fundamental e estruturante sobre o realismo social", declarou.

O Café, de 1935, é uma das obras de Portinari que será exibida na mostra
(Foto: Reprodução)
Entre as obras selecionadas pela curadoria estão desenhos, pinturas, matrizes e fotografias. "Fizemos a seleção de algumas ilustrações desenvolvidas pelo artista para livros do Machado de Assis e José Lins do Rêgo. Além disso, iremos levar também alguns estudos que Portinari fez para o painel Guerra e Paz, que está em exposição na sede da Organização das Nações Unidas, em Nova Iorque", informou.

Para Mônica, Roma é um grande centro formador intelectual e é muito importante para o Ministério da Cultura estar presente em um espaço tão singular no campo das artes visuais. "O governo brasileiro está realizando uma forte divulgação da cultura nacional e de seu patrimônio cultural. Estamos levando Portinari e esperamos que, no final do ano, possamos levar mais uma exposição ainda a ser definida", disse.

A Embaixada do Brasil em Roma está localizada no Palazzo Palmphili, na Piazza di Pasquino, em uma das principais zonas turísticas da cidade. A mostra será realizada na galeria Candido Portinari, no próprio prédio da embaixada. "Este é mais um evento comemorativo dos 80 anos de criação do MNBA e é uma forma de reforçar os laços culturais entre os dois países", destacou a diretora.

Portinari
Nascido em Brodowski, interior de São Paulo, em 1903, Portinari era filho de imigrantes italianos e estudou posteriormente na Itália. Pintor e poeta, com forte inclinação a muralista, Portinari foi o único artista brasileiro a participar da exposição 50 Anos de Arte Moderna, no Palais des Beaux Arts, em Bruxelas (Bélgica), em 1958. Morreu no dia 6 de fevereiro de 1962, vítima de intoxicação pelas tintas que utilizava, quando preparava uma grande exposição com cerca de 200 obras a convite da Prefeitura de Milão (Itália). "Ele era um homem plural e humanista. Nossa intenção é retratar a brasilidade de um artista que mostrou todas as facetas do País", enfatizou Mônica Xexéo.

Fonte: MinC

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31