BRASIL, Brasília - A presidente da Fundação Biblioteca Nacional, Helena Severo, reuniu-se na sexta-feira (3/2) com o diretor do Departamento de Promoção Internacional (Deint) do MinC, Adam Jayme Muniz, e as representantes do escritório da Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) no Brasil, Isabel de Paula e Carolina Almeida, para tratar da retomada do Projeto Resgate Barão do Rio Branco, que busca identificar, resgatar e difundir documentação relativa ao Brasil, dos séculos XV ao XIX, localizada em arquivos, bibliotecas e instituições correlatas no exterior.

Desde os anos 1990, o Projeto Resgate acumula uma notável produção científica, que se reflete na publicação de sete guias de fontes; oito catálogos dos países pesquisados; 64 catálogos das Capitanias/Séries; dois catálogos cartográficos; um catálogo iconográfico; 316 CD-ROMs e mais de 3.000 rolos de microfilmes. Para tanto, contou com o envolvimento de aproximadamente duas centenas de pesquisadores brasileiros, atuantes em nove países, 128 cidades e 263 instituições, que se debruçaram na identificação, organização e catalogação dos documentos.

A iniciativa foi suspensa em 2011 e, em 2013, a então Diretoria de Relações Internacionais (atual Deint), buscou o apoio da Unesco para retomar e ampliar as atividades. O projeto de cooperação foi assinado pelo MinC, Unesco e Agência Brasileira de Cooperação (ABC) em 2015. A presidente da Fundação Biblioteca Nacional, Helena Severo, foi designada Diretora Nacional do Projeto Resgate, por meio de portaria publicada no Diário Oficial da União no dia 2 de fevereiro de 2017. De acordo com Adam Muniz, a reunião de hoje simbolizou o pontapé inicial para que a iniciativa seja retomada.

"Conseguimos fazer o primeiro planejamento de como será o projeto de cooperação técnica internacional entre o MinC e a Unesco, no âmbito do Projeto Resgate. A designação de Helena Severo foi o primeiro passo, ela passa a ser responsável pela iniciativa, não mais nosso departamento", explicou o diretor.

Para Helena, a reunião foi de extrema importância, devido à relevância do Projeto Resgate. "É um projeto que se propõe a fazer pesquisa, levantamentos, em arquivos da Europa, Estados Unidos… Isso para a memória do Brasil é de uma relevância imensa. É um projeto que já andou muito, tem um acervo acumulado na Biblioteca Nacional. O que a gente precisa é ordenar o que já foi feito e ver, daqui para frente, como a gente pode caminhar", ressaltou a presidente.

Isabel de Paula, oficial de projetos do setor de Cultura da Unesco, também ressaltou a importância da reunião, já que o projeto agora passa a ser institucionalizado, abrigado em uma estrutura do MinC, como a Biblioteca Nacional. "Com a designação de Helena Severo como Diretora Nacional do Projeto Resgate, fizemos hoje a primeira grande reunião técnica Unesco – Biblioteca Nacional – MinC, para definir a estratégia de desenvolvimento. Esse projeto permite o resgate dos documentos sobre a história do Brasil que estão presentes em nove países. O objetivo é que, no futuro, haja uma difusão ampla desse material, para ser utilizado por pesquisadores, estudantes, universidades e etc.", completou.

Fonte: MinC - Alessandra de Paula

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31