INGLATERRA, Londres - Devido à ação do tempo e à grande quantidade de turistas que visitam a Muralha de Adriano, no norte da Inglaterra, o monumento passará por uma restauração de emergência.

Nesta semana, um helicóptero transportou cerca de 35 toneladas de pedras para iniciar a revitalização nas áreas mais danificadas da muralha, principalmente na Caw Gap, um vale que é uma das principais atrações da fortificação.

De acordo com Becky Heterington, gerente da National Trust, órgão britânico que cuida da fortaleza, a muralha precisa ser "reparada agora" já que a erosão "pode piorar" ainda mais as condições das estruturas.

O local, que é Patrimônio Mundial da Unesco, recebe mais de 100 mil turistas por ano apenas no Forte Housesteads. No entanto, a fortaleza de pedra está se degradando pela ação do tempo.

A estrutura de 117 quilômetros vai do rio Tyne até a costa de Solway Firth. Sob pedidos do imperador romano Adriano, a construção da muralha começou no ano de 122 e terminou em 126 para evitar a invasão dos bárbaros.

Fonte: ANSA

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31