CHINA, Hong Kong - A muito aguardada exposição de obras de um artista chinês em Hong Kong foi cancelada nesta sexta-feira (2) devido a preocupações com a segurança do evento, segundo os organizadores que falaram de "ameaças das autoridades chinesas".

Esse cancelamento ocorre em um momento em que aumentam as vozes denunciando o crescente controle de Pequim sobre a ex-colônia britânica, que, em teoria, tem liberdades que não existem em outras partes da China.

O artista Badiucao (cuja verdadeira identidade é desconhecida), que nasceu em Xangai mas vive na Austrália, forjou sua reputação no exterior com suas obras satíricas que criticam o regime chinês.

Sua primeira exposição internacional solo seria inaugurada no sábado em Hong Kong. Esta mostra foi apresentada como uma "comédia negra sobre Hong Kong, a China e o mundo", que trata em particular de questões de autoridade e liberdade de expressão.

"Lamentamos anunciar que a exposição 'Gongle' do artista chinês Badiucao foi cancelada por motivos de segurança", disse em comunicado no site Hong Kong Free Press um dos organizadores do evento.

"A decisão é devido a ameaças das autoridades chinesas contra o artista", acrescentou.

"Embora os organizadores defendam a liberdade de expressão, a segurança de nossos parceiros continua sendo uma grande preocupação", disse ele.

Um dos organizadores afirmou à AFP que as ameaças apontavam diretamente para os trabalhos em exibição.

Mas os organizadores se recusaram a dizer de qual autoridade chinesa essas ameaças vieram.

Badiucao já havia decidido não comparecer pessoalmente no sábado à abertura da exposição, e esperava responder a perguntas de jornalistas através de uma videoconferência.

Fonte: AFP e Jornal do Brasil

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31