DISTRITO FEDERAL, Brasília - Até o dia 31 de março, a Rede internacional Circo Futuro está com inscrições abertas para uma residência de criação em Fortaleza (CE), com realização em julho de 2019.

Foto: divulgação/Funarte

Trata-se de um projeto contemplado pelo Fundo de Ajuda para as Artes Cênicas Ibero-americanas (Iberescena) – representado no Brasil pela Fundação Nacional de Artes (Funarte). Está previsto um valor de 7.500 euros para a manutenção e apoio aos contemplados.

Dispositivo Circo Futuro – Residência de Criação – Fortaleza é o nome da iniciativa. Por seu intermédio serão selecionadas duas propostas de criação na área do circo. A convocatória é destinada apenas para artistas, grupos e companhias residentes na Argentina, Chile ou Uruguai – países que fazem parte do Circo Futuro. O regulamento do concurso explica que não devem ser inscritos espetáculos ou números circenses, mas sim propostas para “uma etapa específica” de processos de “criação e de pesquisa”.

Acesse aqui a convocatória em espanhol
Acesse aqui a convocatória em português

As residências
Para as residências, cada equipe contemplada se desloca para um local da capital cearense – com espaço e estrutura apropriados –, por um período de 15 a 20 dias (conforme disponibilidade das equipes e do lugar), para uma “imersão exclusiva” no processo de criação. Os selecionados receberão um acompanhamento adequado às suas propostas: “aconselhamento artístico e de produção”, ação de “visibilidade junto à classe artística”, ou formulação de “perspectivas de parceiros futuros”, além de outras possíveis atividades, segundo as necessidades da equipe e as condições do Circo Futuro e dos coprodutores brasileiros, membros da rede: Artelaria Produções (Grupo Fuzuê) e Equilibre.

As residências acontecerão no espaço Galpão da Vila e/ou em equipamentos públicos parceiros locais do Circo Futuro. O projeto conta ainda com o suporte do grupo de apoio Centros de Residências. “Podem se inscrever artistas solos, grupos e companhias que tenham uma proposta de criação artística, já em processo de desenvolvimento ou em projeto. Estas devem desenvolver-se predominantemente na linguagem circense, mas podem ser, certamente, propostas híbridas na fronteira da dança, do teatro, da performance, das artes visuais, plásticas, entre outros”, diz o regulamento. “Os artistas podem ser de todas as nacionalidades, mas com sua moradia atual” comprovada nos países citados no texto. Cada artista ou equipe poderá inscrever apenas um projeto.

Direitos e deveres
A premiação de 7.500 euros será disponibiliza para despesas específicas, como passagens do local de origem até o da residência; hospedagem e alimentação, durante toda a estadia; disponibilização de espaço “adaptado à realização da proposta”; e “acompanhamento artístico e apoio de produção no desenvolvimento” dos projetos escolhidos. Estes terão também uma série de responsabilidades, como: envio de toda a documentação necessária; comparecimento; equipamentos e adereços; realização da proposta; informes escritos sobre processos e resultados, entre outras tarefas.

Inscrição e processo seletivo
Para realizar a sua inscrição, os interessados devem preencher o formulário disponível neste link, até o dia 31 de março de 2019. Encerrado o prazo, uma pré-seleção será feita por uma comissão de membros do Circo Futuro. Ela apontará até 12 propostas – leia na convocatória detalhes sobre a composição da Comissão e seus critérios seletivos.

Durante os 15 dias após a data de encerramento das inscrições, a comissão poderá requerer maiores informações dos pré-selecionados, “como vídeos, documentos, referências ou mesmo programar uma entrevista, caso seja possível, para então proceder a uma seleção final”. Os organizadores informam que o resultado definitivo será publicado no dia 15 de abril de 2019, em páginas do Circo Futuro e nas redes sociais; e que os selecionados receberão aviso pelo e-mail informado na inscrição.

Sobre o Circo Futuro
Circo Futuro é uma plataforma de apoio à criação artística e ao desenvolvimento do Circo na América do Sul, construída por uma rede internacional de operadores, produtores, centros culturais, escolas de circo, festivais e coletivos artísticos, de cinco países parceiros, atualmente: Brasil, Argentina, Chile, Uruguai e França. O alvo principal do Circo Futuro é contribuir, por meio de ações colaborativas de diferentes agentes artísticos e culturais, para o reconhecimento e o desenvolvimento, no continente do circo autoral – ou seja: de iniciativas “que tenham uma perspectiva particular, uma identidade e/ou uma estética singular”. Os trabalhos devem representar uma arte “inovadora, plural, profunda e atual”.

Fonte: Assessoria de Comunicação/ Secretaria Especial da Cultura (com informações da Funarte)/ Ministério da Cidadania

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31