BRASIL, Brasília - Organizações culturais comunitárias e povos originários interessados em realizar encontros, congressos, seminários, festivais, feiras, colóquios e/ou simpósios podem se inscrever no Edital IberCultura Viva de Apoio a Redes e Projetos de Trabalho Colaborativo 2019.


Foto: Mauro Rico

Os eventos deverão ser realizados entre outubro de 2019 e maio de 2020, com entrada livre e gratuita.

O edital está destinado a organizações e coletivos de cultura comunitária e/ou povos originários que trabalham em articulação e de maneira colaborativa com ao menos outras duas organizações e/ou coletivos nos países membros do programa: Argentina, Brasil, Costa Rica, Chile, Equador, El Salvador, Espanha, Guatemala, México, Peru e Uruguai.

Os projetos devem ser apresentados por uma organização ou povo originário com personalidade jurídica, sem fins lucrativos, que ficará a cargo da administração dos recursos. Cada projeto poderá receber até US$ 5 mil, e este aporte somente poderá ser utilizado em gastos de produção e comunicação do evento. O montante total destinado a este edital é de US$ 55 mil.

No caso de organizações e/ou comunidades de povos indígenas do Brasil, só poderão participar aquelas reconhecidas e certificadas como Pontos de Cultura, devendo ter inscrição atualizada na plataforma Rede Cultura Viva. No caso de organizações e/ou povos originários do Equador, a pessoa responsável pelo projeto deverá estar inscrita no Registro Único de Atores Culturais (RUAC).

Inscrições
As inscrições estarão abertas no Mapa IberCultura Viva até 15 de julho (às 18h, considerando o horário oficial de Buenos Aires, Argentina). Este edital está destinada aos agentes coletivos, mas o agente responsável da inscrição deve ser uma pessoa física (agente individual). Aqueles que já têm seus registros na plataforma devem ir diretamente a “Editais” e buscar por “Edital IberCultura Viva de Apoio a Redes e Projetos de Trabalho Colaborativo 2019 (em português) para iniciar sua inscrição.

Os representantes de organizações que ainda não se registraram no Mapa IberCultura Viva devem se inscrever inicialmente como agentes individuais (pessoas físicas) e depois fazer o registro de agente coletivo, com os dados de sua organização comunitária, Ponto de Cultura etc. Uma vez que tenham os perfis de agentes registrados, devem clicar em “Editais” e buscar o arquivo que aparece com o título em espanhol para iniciar sua inscrição. Neste arquivo se encontram o regulamento, o formulário e os adjuntos que devem ser preenchidos e enviados no ato de inscrição.

A Unidade Técnica de IberCultura Viva e o Conselho Intergovernamental do programa estarão a cargo das duas etapas do processo de seleção (“Habilitação” e “Avaliação”, respectivamente). Entre os critérios que serão levados em conta na avaliação dos projetos estão a adequação aos objetivos estratégicos do programa; os impactos artístico-culturais, econômicos e/ou sociais; a experiência da rede ou coletivo proponente; a proposta técnica apresentada e a coerência e adequação do orçamento e do plano de trabalho.

Confira o regulamento.

Inscrições - https://mapa.iberculturaviva.org/oportunidade/85/

Como registrar-se na plataforma - http://iberculturaviva.org/manual/

Fonte: Assessoria de Comunicação - IberCultura Viva

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31