BRASIL, Brasília - A pós-graduação brasileira chegará a 107 projetos de cooperação em andamento com a França em 2020.


Foto: divulgação

Na sexta-feira, 6, na Universidade de Sorbonne, a CAPES e o Comitê Francês de Avaliação da Cooperação Universitária com o Brasil (Cofecub) selecionaram 25 novos projetos conjuntos de pesquisa.

“Essa parceria eleva muito a cooperação internacional, melhora a formação dos recursos humanos e avança no desenvolvimento científico e tecnológico brasileiro”, comemorou Anderson Correia, presidente da CAPES, que está em Paris para a seleção e assinatura dos acordos.

Dos 25 projetos aprovados, 11 são da área de Ciências Exatas, nove de Ciências da Vida e cinco de Ciências Humanas e Sociais. Ao todo, concorreram 80 propostas. Os editais para seleção dos pesquisadores participantes serão publicados ainda este ano.

O Cofecub, que financia projetos conjuntos de pesquisas para formação de doutores e pós-doutores em áreas de interesse para ambos os países, em todas as áreas do conhecimento, é a mais antiga parceria de cooperação acadêmica internacional da CAPES. O Programa foi criado em outubro de 1978 e, ao longo de quatro décadas, apoiou a formação de cerca de 3.500 doutores em 900 projetos de pesquisa.

Na França, também foram selecionados 15 projetos com outra instituição, o Brasil France Ingénieur TEChnologie (Brafitec), que apoia projetos de pesquisa em parcerias universitárias de todas as especialidades da Engenharia, para fomentar o intercâmbio na graduação e estimular o alinhamento de estruturas curriculares, inclusive a equivalência e o reconhecimento de créditos.

Pela CAPES, também participam das seleções Mauro Rabelo, diretor de Relações Internacionais, Lívio Amaral, representante do Comitê Científico, e Jussara Prado, coordenadora responsável pela Cooperação Científica com a França.

Fonte: Redação CCS/CAPES

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31