BRASIL, Rio de Janeiro - Estudo realizado por pesquisadores de instituições sediadas em solo fluminense sobre as relações ecológicas entre homens das cavernas e mamíferos gigantes na América do Sul, incluindo o primeiro registro de caça de um filhote de mastodonte, proveniente de Lagoa Santa, Minas Gerais, ganhou destaque em artigo publicado no periódico 'Quaternary Science Reviews'.

O trabalho dos pesquisadores tem relevância científica para as áreas da Paleontologia, Arqueologia e Ecologia. Cinco dos seis autores que assinam o artigo – a saber, Dimila Mothé, Leonardo Avilla, Hermínio Ismael de Araújo Júnior, Sérgio Alex Azevedo e Alline Rotti – contam com apoio da FAPERJ para a realização de suas pesquisas. Coordenadora do estudo, Dimila Mothé, pós-doutoranda no Laboratório de Mastozoologia da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio) e no Programa de Pós-graduação em Biodiversidade e Biologia Evolutiva da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), do qual o professor Leonardo Avilla também faz parte, recebe apoio da FAPERJ desde a realização de sua graduação, tendo sido contemplada com bolsa de Iniciação Científica, Doutorado Nota 10 e Pós-doutorado Nota 10 em 2019, em trabalho que gerou o referido artigo.

O artigo está disponível para leitura (em inglês) no link: https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0277379118309806?dgcid=author

Fonte: FAPERJ

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31