BRASIL, Brasília - Em missão internacional na Europa, Anderson Correia, presidente da CAPES, se reuniu nesta terça-feira, 21, com representantes da Sociedade Alemã de Amparo à Pesquisa (DFG), para definir os detalhes finais de um novo programa, que oferecerá bolsas de doutorado internacional entre Brasil e Alemanha.

Serão até 180 bolsas de doutorado internacional, metade para cada país. O projeto conjunto selecionado deverá formar três turmas pelos próximos nove anos. O novo acordo será oficializado em até 60 dias e o projeto inclui bolsas de professor visitante no exterior e de pós-doutorado, entre outras iniciativas.

A CAPES financiará três Instituições de Ensino Superior (IES) brasileiras, que atuarão em conjunto com três centros de pesquisa da Alemanha. A seleção será por edital. “A ideia é que nós possamos fazer novos programas internacionais, como este, que é inédito, e vai trazer muitos benefícios para a internacionalização das universidades brasileiras”, afirma Correia.

Mauro Rabelo, diretor de Relações Internacionais da CAPES, participou do encontro e destacou a importância da parceria: “A Alemanha é um dos principais parceiros da CAPES. Já produzimos diversas pesquisas em áreas estratégicas. Queremos manter o desenvolvimento, aumentar o impacto das produções e gerar maior retorno para a sociedade”.

O primeiro edital para o doutorado internacional será lançado após a assinatura do acordo, incentivando a criação e o fortalecimento de redes internacionais de pesquisa. Atualmente, a CAPES possui nove iniciativas com o governo alemão, financiando bolsas de pesquisa, projetos acadêmicos e especiais.

Fonte: CCS/CAPES

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31