BRASIL, Rio de Janeiro - A artista plástica Juliana Rabelo começou o ano de 2020 com a sua agenda movimentada.


'Frida'. Série 'Pelo mundo'. Acrílica em tela, 84 x 66 cm (Foto: divulgação)

O ano da artista e também escritora, será de exposições, leilões, eventos artísticos e literários dentro e fora do país. Em sua agenda constam exposições nos Estados Unidos, Brasil, Cuba, México, Chile e Europa. Países como Espanha e Portugal sondam o trabalho da artista plástica para possíveis mostras.

Biografia
A artista Juliana Rabelo nasceu em FLOR, comunidade hippie no interior do Rio de Janeiro, em 1977. Após um ano de idade foi morar em Moçambique com sua família, permanecendo no local por três anos.

Sua primeira lembrança de relacionamento com a arte foi a de procurar entre os pedaços quebrados nas calçadas de Maputo parte de areia onde fosse possível desenhar. Nesta época, nascia a artista Juliana Rabelo.

A permanência na África marcou sua trajetória de vida e a influenciou de diversas formas, especialmente na sua relação de amor pela diversidade de cores. Também se fez marcante a descendência nordestina, que teve como inspiração o sertão paraibano e a alegria da capital pernambucana. 

Se graduou em curso de Engenharia em Campinas, passando a se dedicar exclusivamente à arte somente em 2016, após quase uma década trabalhando no Ministério da Educação. Desde então se dedica a uma paixão incondicional:  o feminino.

"Para a minha sorte, sou absolutamente rodeada de mulheres maravilhosas, fortes, guerreiras e doces. E  o que é melhor: com infinitos lados. Passei a brincar de ver em cada uma delas o que elas não viam. São quadros extremamente pessoais que foram dados a cada uma das minhas musas. Eu me emociono ao perceber como eu posso estar dentro de tantas outras mulheres, pois sempre enxergo nelas o que trago em mim, ou que gostaria de trazer. A cada desenho tenho uma percepção ainda mais forte  que somos todas unidas numa única teia ancestral, onde nossos DNA,  raízes e sonhos se conectam e nos tornam filhas da deusa mãe".

Em 2019, escreveu o seu primeiro romance 'Elas e o rio' (Editora Viseu),  inspirado em histórias familiares e ricamente ilustrado pela própria  artista. Na publicação, o leitor vivencia uma história dedicada à sina de um rio e seu impacto sobre duas mulheres, perpassando pelo abandono da personagem principal pelos pais, além de questões como a construção e a destruição pelo amor.

No dia 5 de janeiro, ocorreu o lançamento do seu livro simultaneamente à sua primeira individual na capital pernambucana. A partir de junho de 2020, marcará presença mais uma vez nos EUA, através  de uma Feira de Arte.

Em outubro será a vez de apresentar sua arte em mostra coletiva a ser realizada no Museu de Querétaro, no México, além da participação com obras em leilões. Ainda em 2020, a artista integrará a Literarte, na qualidade de escritora, ofício que agrega à carreira artística.

A obra da Juliana Rabelo transmite a paixão pela vida e pelo  ser humano, algo angelical e, ao mesmo tempo, visceral.


'Juventude compartilhada'. Série 'Álbum de família'. Acrílica e pastel oleoso em papel triplex 350 mg, 100 x 60 cm (Foto: divulgação)

Participação em eventos em 2020
07/03 - Mostra na Galeria Universo das Artes
THE WOMEN IN ART 2020
Período: de 19/03 a 26/04 de abril de 2020
Visitação: a partir de 21/03, das 19h às 22h
Local: 5-25 46th Ave, LIC, NY, 11101

23/05 - Galeria Conrado Massager em Cárdenas, Cuba

25 a 31/05 - exposição no  Chile.

Exposição por um ano na MS ART GALERY, em Los Angeles, Califórnia (EUA).

Outubro/2020 - Mostra no Museu de Arte Sacra em Querétaro, no México.

Artista exclusiva de arte Naif da Santhatela.

Leilões na Galeria Ro, em New York, EUA.

Fonte: Assessoria de Imprensa - Buana Lima

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31