SÃO PAULO, São Paulo - Eventos gratuitos para crianças de todas as idades incluem teatro, contação de histórias e programação educativa

Nas férias de janeiro, o Museu da Imigração - instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo – preparou uma série de eventos especiais para as crianças. De 6 a 31 de janeiro, atividades educativas e programação cultural estão agendadas sempre com entrada gratuita.

A grande novidade para as férias 2016 é o espaço “Mundo de Brincar”, voltado para crianças de todas as idades. É um local lúdico e divertido, repleto de brinquedos clássicos e educativos. A garotada pode se divertir com jogos de tabuleiro, bonecas, fantoches, quebra-cabeça, piscina de bolinha, espaço de leitura, entre outros itens.

No Mundo de Brincar também conta com atividades educativas e programações culturais: no dia 17/01, às 15h, tem a Oficina de Culinária com contação de histórias para crianças “Sabores e Contos Árabes”, da Cia. Teatral Damasco. A inscrição deve ser feito pelo e-mail: inscriçãEste endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. A programação segue no dia 27/01, às 15h, com o Teatro de Mamulengo, do Mestre Vadeck de Garanhuns.

O núcleo educativo do MI também está no clima de férias, apresentando uma programação especial. Todas as quartas-feiras, às 15h, tem a Oficina de sons (a partir de 8 anos), uma atividade em que tudo pode ser usado para fazer música, e os visitantes aprenderão a fazer sons com o próprio corpo. Aos sábados, às 15h, a atividade Trem de ferro (a partir dos 3 anos) faz uma viajem pelo museu a bordo de um trem de papelão, cujo combustível são cantigas populares. Aos domingos, às 15h, a Caça-trilha (a partir de 6 anos) faz um percurso pelo museu em busca de pistas, aprendendo sobre diferentes serviços oferecidos pela antiga Hospedaria. Também aos sábados e domingos, sempre às 16h, o público participa do Bate-papo com o Educativo (livre), que a cada encontro aborda temas relativos à temática migratória do museu.

O Museu da Imigração fica na Rua Visconde de Parnaíba, 1316, no bairro da Mooca, em São Paulo. O horário de funcionamento é de terça a sábado, das 9h às 17h, e aos domingos e feriados das 10h às 17h. Os ingressos para visitar as exposições do Museu custam R$ 6 (inteira) e R$ 3 (meia-entrada). Quinzenalmente, às sextas-feiras, o MI oferece visitação noturna, ampliando seu horário de atendimento até às 21h. Outras informações estão disponíveis no site www.museudaimigracao.org.br

Programação de férias no Museu da Imigração

Data: de 6 a 31 de janeiro

Local: Museu da Imigração (Rua Visconde de Parnaíba, 1316 – Mooca – São Paulo)

Entrada gratuita

 

Fonte: Museu da Imigração

(Nota do editor: notícia originalmente publicada em 05/01/2016 - 49 visitas até 10:42h)

PARANÁ, Curitiba - O Museu Oscar Niemeyer (MON) traz para o público infantil a oitava edição da Colônia de Férias. Com o tema “Arte: uma viagem no tempo”, a colônia inclui diversas atividades de caráter lúdico, artístico e cultural. Dividida em duas semanas, crianças de 5 a 10 anos poderão participar das programações no período da tarde, das 14h às 17h30, de terça a sexta-feira, no mês de janeiro de 2016.

A primeira semana ocorre entre os dias 19 e 22 de janeiro e a segunda entre os dias 26 e 29 do mesmo mês. A participação diária será de R$48 por criança, podendo os pais ou responsáveis adquirir o pacote semanal de R$150, com oferta de descontos*. As vagas são limitadas a 60 crianças por dia e a ficha de inscrição deverá ser preenchida e paga na bilheteria do Museu, de terça a domingo, das 10h às 18h, a partir do dia 05 de janeiro, até esgotarem as vagas. 

A programação prevista inclui visitas às exposições em cartaz, oficinas artísticas relacionadas às exposições e obras do acervo, narração de histórias, apresentações teatrais, atividades lúdicas e brincadeiras que promovem a interação de artistas, educadores, mediadores e o público participante. O valor pago na inscrição inclui despesas com materiais usados nas oficinas práticas, aventais e sacolas personalizadas, além de um lanche elaborado pela nutricionista do MON, feito exclusivamente para a Colônia de Férias. 

O objetivo do evento, realizado pela Ação Educativa do MON, é o desenvolvimento integral do indivíduo e segue uma programação voltada única e exclusivamente para os interesses das diferentes faixas etárias, focada no lazer, conhecimento, criticidade e fazer artístico. 

Durante a colônia serão trabalhadas as seguintes exposições: “História do Acervo MON – Em aberto”, “Museu em Construção”, “Cones”, “Espaço Niemeyer”, “Pátio das Esculturas”, “Isolde Hötte- Sua obra”, “Artigas, nos pormenores um universo- Centenário de João Vilanova Artigas”, “Glück- o tempo e a imagem”, “Bienal Internacional de Curitiba”, “Colapso” e “Charif Benhelima. Polaroids – 1998-2012”.

Confira a programação AQUI. Mais informações podem ser obtidas pelos telefones (41) 3350-4412, (41) 3350-4469, (41) 3350-4468 ou no site www.museuoscarniemeyer.org.br

Serviço:

Colônia de Férias MON 2016

Inscrições: 05 a 29 de janeiro de 2016

Vagas limitadas a 60 crianças por dia

Local: Bilheteria do MON, terça a domingo, das 10h às 18h

Atividades

Primeira semana: 19 a 22 de janeiro, terça a sexta

Segunda semana: 26 a 29 de janeiro, terça a sexta

Faixa etária atendida: 5 a 10 anos

Horário: 14h às 17h30

*Valores e Descontos

Valor por dia: R$48

Valor por semana: Pagamento antecipado: R$150

25% de desconto na segunda inscrição (R$36 diária e R$144 a semana) e 30% de desconto a partir da terceira inscrição (R$33,60 diária e R$134,40 a semana). 

*Bolsistas

10% das vagas diárias são destinadas aos bolsistas. Todo bolsista terá a possibilidade de frequentar até um dia em cada semana de colônia.

A criança será considerada bolsista quando a família comprovadamente não possui condições de efetuar pagamento integral. 

 

Validação (homologação) da inscrição

A inscrição será efetivada apenas mediante pagamento realizado na bilheteria do Museu e preenchimento da ficha de inscrição. 

 

Fonte: Museu Oscar Niemeyer 

(Nota do editor: notícia originalmente publicada em 05/01/2016 - 38 visitas até 10:59h)

 

DISTRITO FEDERAL, Brasília - Um dos maiores clássicos da literatura brasileira, Macunaíma, de Mário de Andrade, entrou em domínio público este ano. Isso acontece porque o primeiro dia do ano é "tradicionalmente" o Dia do Domínio Público e as obras podem ser usadas livremente por qualquer pessoa, sem restrições ou necessidade de pagamento ou autorização. Isso significa que a obra poderá ser copiada, xerocopiada, reproduzida e adaptada livremente, assim como todas as outras obras do autor modernista.

As regras de domínio público variam conforme o país. No Brasil, de acordo com a legislação, as obras ficam livres de direitos autorais no primeiro dia do ano seguinte em que se completam 70 anos da morte do autor. Logo, todas as obras de Mário de Andrade entram em domínio público neste ano.

Mário de Andrade

O escritor brasileiro morreu em fevereiro de 1945. Ele foi a figura central do movimento de vanguarda de São Paulo e figura-chave do movimento modernista que culminou na Semana de Arte Moderna de 1922. O escritor foi um dos integrantes do “Grupo dos Cinco”, que deu início ao modernismo no Brasil, formado também por Oswald de Andrade, Anita Malfatti, Tarsila do Amaral e Menotti Del Picchia.

A descentralização da cultura é um dos objetivos do Modernismo e pode ser percebida na obra de Andrade. Suas obras mais conhecidas são o livro de poesias Pauliceia Desvairada, que inspirou a Semana Moderna, e os romances Amar, verbo intransitivo, de 1927, e Macunaíma, de 1928.

Seu livro mais conhecido, Macunaíma, busca uma valorização da cultura nacional. A obra foi adaptada para o cinema por Joaquim Pedro de Andrade em 1969, com Grande Otelo interpretando o protagonista.

Conheça a obra Macunaíma

Ao nascer, Macunaíma manifesta sua principal característica: a preguiça. O herói vive às margens do mítico Rio Uraricoera com sua mãe e seus irmãos, Maanape e Jiguê, numa tribo amazônica. Após a morte da mãe, os três irmãos partem em busca de aventuras. Macunaíma encontra Ci, Mãe do Mato, rainha das Icamiabas. Depois de dominá-la, com a ajuda dos irmãos, faz dela sua mulher, tonando-se assim imperador do Mato Virgem.

O herói tem um filho com Ci e esse morre, ela morre também e é transformada em estrela. Antes de morrer dá a Macunaíma um amuleto, a muiraquitã (pedra verde em forma de sáurio), que ele perde e que vai parar nas mãos do mascate peruano Venceslau Pietro Pietra, o gigante Piaimã, comedor de gente. Como o gigante mora em São Paulo, Macunaíma e seus irmãos vão para lá, na tentativa de recuperar a muiraquitã.

Depois de muitas aventuras por todo o Brasil na tentativa de reaver sua pedra, o herói a resgata e regressa para a sua tribo.

Ao fim da narrativa, após uma vingança, ele perde a pedra de novo, dessa vez sem chance de recuperação. Cansado de tudo, Macunaíma vai para o céu transformado na Constelação da Ursa Maior.

Domínio Público

Quando dizemos que uma obra entrou em domínio público significa que, se você copiar o trabalho, não vai estar infringindo direitos autorais. As pessoas podem reproduzir, copiar, criar obras derivadas, remixar e o que mais lhe vier à cabeça.

Domínio público, no Direito da Propriedade Intelectual, é o conjunto de obras culturais, de tecnologia ou de informação (livros, artigos, obras musicais, invenções e outros) de livre uso comercial, porque não são submetidas a direitos patrimoniais exclusivos de alguma pessoa física ou jurídica, mas que podem ser objeto de direitos morais.

Em geral, os países tornam uma obra pública no primeiro dia do ano seguinte em que se completam 50 ou 70 anos da morte do autor.

 

Fonte: Líria Jade - Portal EBC

(Nota do editor: notícia originalmente publicada em 05/01/2016 - 39 visitas até 11:17h)

RIO DE JANEIRO, Angra dos Reis - Com previsão de tempo estável para esta semana e estiagem, o município de Angra dos Reis, situado na Costa Verde fluminense, iniciou hoje (5), na Praça Zumbi dos Palmares, os festejos pelos seus 514 anos. Angra dos Reis é uma das cidades mais antigas do país. A região foi descoberta pelos portugueses em 6 de janeiro de 1502 e colonizada a partir de 1556. No município, está instalada a Central Nuclear Almirante Álvaro Alberto, onde funcionam as usinas nucleares Angra 1 e 2 e está sendo construída a Usina Angra 3.

De acordo com a Secretaria de Defesa Civil municipal, após a vistoria, as sirenes foram desativadas nos bairros do Frade, Sertãozinho do Frade e Santa Rita do Bracuí, que apresentavam riscos de desabamento de casas devido à chuva. Em Parque Mambucaba, onde houve transbordamento do rio que banha a região, a situação já voltou ao normal e os moradores retornaram para suas casas. “A preocupação era com o acúmulo de chuva”, disse a secretaria, por meio da assessoria de imprensa.

As comemorações se estenderão até o dia 10 de janeiro e envolvem ampla programação cultural e destaque para as tradições populares. Os festejos são coordenados pela Fundação Cultural de Angra dos Reis (Cultuar), com o apoio da Fundação de Turismo (TurisAngra).

Além da tradicional Folia de Reis, haverá apresentação teatral com a peça Viagem à Baia dos Reis, que narra a história do descobrimento de Angra dos Reis, além de `shows` musicais e o resgate das Pastorinhas, disse o presidente da Cultuar, Délcio Bernardo. ”A festa será para toda a família”, salientou. A apresentação das Pastorinhas volta à cidade após 20 anos. Semelhante a um auto de Natal, o ato homenageia o nascimento do menino Jesus. Crianças e adolescentes formam o grupo e, vestidos a caráter, cantam e dançam pelas ruas do município, informou a assessoria de imprensa da Fundação Cultuar.

Hoje, véspera do aniversário da cidade, ocorre um espetáculo que contagia os turistas, que é a saída dos grupos de folias de reis pelas ruas, entre os quais Folia de Reis Luz Divina, Folia de Reis Divino Esplendor, Folia de Reis Estrela Guia, Folia de Reis João Alves Filho e Folia de Reis Irmãos Moreira. Eles entoam cantatas e seguem em cortejo até o Palácio Raul Pompeia, sede do governo local, onde, à meia-noite, depois da queima de fogos que celebra o dia 6, haverá apresentação da Banda Jardim Sarmento. Um grande bolo será cortado na ocasião e distribuído à população.

Délcio Bernardo destacou que no dia 6, feriado municipal, quando haverá alvorada festiva pelas ruas do centro, hasteamento de bandeiras, com presença de autoridades, missa festiva e culto de ação de graças. A programação será encerrada no dia 10 de janeiro, com a tradicional corrida dos Santos Reis, cujas inscrições estão abertas no endereço www.angra.rj.gov.br

 

Fonte: Agência Brasil - Alana Gandra

(Nota do editor: notícia originalmente publicada em 05/01/2016 - 40 visitas até 11:14h)

MINAS GERAIS, Belo Horizonte - No mês de janeiro o Espaço do Conhecimento UFMG oferecerá ao público uma programação especial para o período de férias. As atividades são gratuitas e, em 2016, as oficinas acessíveis em LIBRAS, parte do Projeto “Quinta com Libras”, são destaque na programação. O objetivo das atividades é aproximar pessoas que estudam ou são fluentes na Língua Brasileira de Sinais (Libras), transformando o museu em um local de trocas e de encontros, mais acessível a todos. Para além dessas oficinas, atividades desenvolvidas pelos núcleos de astronomia e de ações educativas do museu também serão oferecidas, preenchendo o museu com música, desenhos, teatro, jogos, ciência e história.

Confira a programação completa abaixo:

Oficina “Fases da Lua”

3 a 31 de janeiro aos domingos, terças e quintas-feiras, às 13h

Duração: 30 minutos

Classificação indicativa: a partir de 8 anos de idade

Número de vagas: 20 vagas para cada turma

Elaborada pelo professor Francisco Prado Borja, a oficina visa ensinar os participantes a prever a visibilidade da Lua em qualquer dia e hora, descobrir quando a Lua nasce e se põe, entender suas fases e o porquê da ocorrência de eclipses lunares. Ofertada pela primeira vez no Espaço do Conhecimento UFMG, a oficina será ministrada pela equipe de astronomia do museu e utilizará de modelos construídos em papel, a luz do Sol e o próprio corpo dos participantes para a compreensão dos fenômenos. Para participar da oficina, os interessados devem retirar senha na recepção do museu, a partir de 1h antes do início da atividade.

Oficina “Sistema Solar em Escala”

7 a 31 de janeiro aos sábados, quartas e sextas-feiras, às 13h.

Duração: 40 minutos

Classificação indicativa: a partir de 8 anos de idade

Número de vagas: : 20 vagas para cada turma

É possível representar o diâmetro dos planetas e suas respectivas distâncias em relação ao Sol em uma mesma escala. Durante um passeio pelo 5º andar do Espaço do Conhecimento, vamos conversar sobre as características do Sistema Solar de forma lúdica e interativa. A construção e a visualização dessa representação possibilitam um aprendizado diferenciado, pois trabalha com a noção de espaço, destacando a influência de distâncias e tamanhos nas características do Sistema Solar. Para participar da oficina, os interessados devem retirar senha na recepção do museu, a partir de 1h antes do início da atividade.

Oficina “Dinosauria”

05, 06 e 07 de janeiro, às 14h

Estimativa de duração: 2 horas

Classificação indicativa: crianças de 6 a 13 anos

Número de vagas: 20 pessoas

Esta oficina tem por interesse mostrar às crianças de forma lúdica curiosidades sobre os dinossauros, levando até elas uma série de recentes achados históricos sobre este grupo de animais e desmistificando ideias colocadas pela mídia em geral. Para participar da oficina, os interessados devem retirar senha na recepção do museu, a partir de 1h antes do início da atividade.

Teatro com Libras (Parte do Projeto “Quinta com Libras”)

07 de janeiro, às 19h

Duração: 2 horas

Classificação indicativa: Livre

Número de vagas: 15 pessoas

Nome do ministrante: Dinalva Andrade

Oficina de expressão facial e corporal que visa promover momentos de descontração, utilizando jogos teatrais para o desenvolvimento da expressividade. As inscrições e obtenção de informações podem ser realizadas pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., porém, havendo vagas, não há impedimento à entrada de público interessado sem inscrição prévia.

Jogos Africanos

07, 08 e 09 de janeiro, às 15h

Duração: 2 horas

Classificação indicativa: Livre. Indicado especialmente para o público infantil

Número de vagas: 15 a 20 pessoas

Nesta atividade serão apresentados jogos diversos de origem africana. A oficina visa promover a cultura africana em sua diversidade, levando em consideração sua grande influência na cultura brasileira. Para participar da oficina, os interessados devem retirar senha na recepção do museu, a partir de 1h antes do início da atividade.

Oficina “Black Soul Music”

14, 15 e 16 de janeiro, às 15h

Estimativa de duração: 1 hora

Classificação indicativa: Livre

Número de vagas: Livre

A intenção dessa atividade será integrar a pluralidade cultural do Brasil e, especificamente, de Belo Horizonte, com o movimento do Quarteirão do Soul, sediado na Praça 7 e no Viaduto Santa Tereza, nos finais de semana. Esperamos despertar no público o “comichão” para o começo da dança – algo livre, inerente ao nosso ser, seguindo apenas nossos instintos e a vontade de nosso corpo, após escutar a musicalidade presente nesse ritmo de Black Soul Music.

Astronomia com Libras (Parte do Projeto “Quinta com Libras”)

14 de janeiro, às 18h30

Duração: 1 hora

Classificação indicativa: Livre

Número de vagas: 15 pessoas

Nome do ministrante: Rafaela Castilho

A proposta da oficina é explorar a origem mitológica por trás da nomenclatura astronômica dos planetas que compõem nosso sistema solar, compreender um pouco sobre a linha de pensamento a respeito da composição e surgimento do universo e explorar a escala do nosso sistema solar através de uma dinâmica de grupo. As inscrições e obtenção de informações podem ser realizadas pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., porém, havendo vagas, não há impedimento à entrada de público interessado sem inscrição prévia.

Oficina “(Re)desenhando o Espaço do Conhecimento”

17 a 31 de janeiro, das 10h às 17h

Classificação indicativa: Livre

A proposta da oficina é dar a oportunidade para que os visitantes registrem, em grandes papéis presos ao chão, algo que marcou a experiência da visita ao Espaço do Conhecimento UFMG por meio de recados, desenhos, poesias. De forma lúdica, busca brincar com as possibilidades que o Espaço oferece e registrar também outras ideias sobre o que as pessoas gostariam ou imaginam encontrar em um espaço de divulgação científico-cultural.

Músicas nas Cosmogonias

20, 22 e 23 de janeiro, após a sessão das 15h do Planetário

Duração: 1hora

Classificação indicativa: Livre

Número de vagas: Livre

A atividade tem como objetivo apresentar aos visitantes o que o cancioneiro brasileiro produziu em termos musicais e que se relacionem com as cosmogonias. Apresentar canções que tenham em seus ritmos e construção relação com a produção cultural de cada povo ou ainda canções que valorizem ou contem sobre estes povos.

Oficina “Desenho Cego” (Parte do Projeto “Quinta com Libras”)

21 de janeiro, às 19h

Duração: 1 hora

Classificação indicativa: Livre

Número de vagas: 15

Nome do ministrante: Jenifer Costa

A proposta da oficina é provocar as capacidades perceptivas e sensoriais dos participantes. Por meio de estímulos táteis, os participantes serão direcionados a representar em desenho as sensações e formas identificadas. As inscrições e obtenção de informações podem ser realizadas pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., porém, havendo vagas, não há impedimento à entrada de público interessado sem inscrição prévia.

Oficina “Desenhos de Monstros”

26 a 31 de janeiro, às 11h e 15 horas

Duração: 1 hora

Classificação indicativa: Livre

Número de vagas: 10 pessoas, por oficina

Um mediador descreve um animal real para o público a partir de uma foto que só ele (mediador) vê. O animal é descrito aos poucos e o público vai desenhando. Ao fim, compara-se os desenhos, discute-se a imprecisão e abertura criativa da zoologia (recheada de monstros) da época das Grandes Navegações e visitantes terão acesso também uma discussão sobre a sessão Mercatu Mundi, que explora as viagens marítimas do sec. XVI. Para participar da oficina, os interessados devem retirar senha na recepção do museu, a partir de 1h antes do início da atividade.

Música com Libras (Parte do Projeto “Quinta com Libras”)

28 de janeiro, às 19h.

Duração: 1hora e meia

Classificação indicativa: Livre

Número de vagas: 15

Nome do ministrante: Laura Gonzaga

A oficina pretende trabalhar a experimentação e o improviso musical usando estímulos visuais como sinais e cores. Em um primeiro momento, há a exploração dos instrumentos. No segundo momento, há o uso da linguagem do Soundpainting, em que a regente faz uso de sinais para conduzir a improvisação sonora em grupo. As inscrições e obtenção de informações podem ser realizadas pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., porém, havendo vagas, não há impedimento à entrada de público interessado sem inscrição prévia.

O Espaço do Conhecimento UFMG estimula a construção de um olhar crítico acerca da produção de saberes através da utilização de recursos museais. Sua programação diversificada inclui exposições, cursos, oficinas e debates. Integrante do Circuito Liberdade, o Espaço do Conhecimento é fruto da parceria entre a UFMG e o Governo de Minas. O Espaço conta com o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais – FAPEMIG, da Rede de Museus e Espaços de Ciências e Cultura da UFMG e da DAC – Diretoria de Ação Cultural da UFMG.

Informações 

#FERIASNOMUSEU 2016 

Data: 3 a 31 de janeiro

Local: Espaço do Conhecimento UFMG – Praça da Liberdade, 700, Funcionários, Belo Horizonte, MG.

 

Fonte: UFMG

(Nota do editor: notícia originalmente publicada em 05/01/2016 - 35 visitas até 11:22h)

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31