DISTRITO FEDERAL, Brasília - O centro comercial de maior destaque da Cidade de Goiás (GO) será entregue à comunidade, após passar por obras de restauração.

A cerimônia de inauguração do Mercado Municipal de Goiás ocorrerá no dia 15 de dezembro, data em que a cidade celebra 15 anos como Patrimônio Mundial, e contará com a presença do ministro da Cultura, Roberto Freire, do governador de Goiás, Marconi Perillo, da presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Kátia Bogéa, acompanhada pelo diretor do PAC Cidades Históricas, Robson de Almeida, pela superintendente do Iphan-GO, Salma Saddi, e pela prefeita da cidade de Goiás, Selma Bastos.

Inaugurado em 1926, o Mercado Municipal passou pelo processo de restauração de portas abertas, possibilitando a presença dos comerciantes e intensa participação da comunidade durante toda a obra. Financiada com recursos do PAC Cidades Históricas, custando R$ 10 milhões, a restauração garantiu a revisão completa de todo o sistema elétrico e hidrossanitário do mercado. Entre outros benefícios estão implantação de sistema de proteção contra raios, sistema de proteção contra incêndio, sistema de gás canalizado, sanitários acessíveis e em capacidade de atendimento superior às normas nacionais.

As intervenções duraram cerca de dois anos e preservaram as principais características do Mercado, mantendo os aspectos que o aproximam da arquitetura neoclássica, que era tendência no início do século XX, em Goiás.

Patrimônio Mundial há 15 anos
O conjunto arquitetônico, paisagístico e urbanístico do Centro Histórico de Goiás foi tombado pelo Iphan em 1978 e o reconhecimento como Patrimônio Mundial, pela UNESCO, veio em 16 de dezembro de 2001. E para comemorar os 15 anos de Patrimônio da Humanidade, a Prefeitura de Goiás promove uma programação especial, com atividades que iniciam no dia 15 e vão até o dia 18 de dezembro.

A cidade de Goiás é testemunha da ocupação e da colonização do Brasil Central nos séculos XVIII e XIX. As origens da cidade estão intimamente ligadas à história das bandeiras que partiram principalmente de São Paulo para explorar o interior do território brasileiro.

A expansão para o oeste do Brasil exigiu a simplificação dos modelos arquitetônicos vigentes na época, devido à ausência de técnicos, arquitetos e mestres de ofícios na região. Goiás foi o primeiro núcleo urbano oficialmente reconhecido ao oeste da linha de demarcação do Tratado de Tordesilhas, que definiu originalmente as fronteiras da colônia portuguesa. O seu traçado urbano é um exemplo do desenvolvimento orgânico de uma cidade mineradora adaptada às condições do sítio. Apesar de modesta, tanto a arquitetura pública quanto a privada formam um conjunto harmonioso, graças ao coerente uso dos materiais locais e das técnicas aplicadas.

A cidade desenvolveu-se entre morros, ao longo do Rio Vermelho. A sua margem direita possui ocupação de caráter popular, onde se destacam as igrejas do Rosário, originalmente reservada aos escravos, de Santa Bárbara, de Nossa Senhora do Carmo e de Nossa Senhora da Abadia. Na sua margem esquerda encontram-se os edifícios oficiais mais representativos, como a Igreja Matriz de Santana (hoje Catedral), o Palácio do Governo (Conde dos Arcos), o Quartel do Vinte, a Casa de Fundição, a Casa de Câmara e Cadeia (hoje Museu das Bandeiras) e o Chafariz de Cauda.

PAC Cidades Históricas
O PAC Cidades Históricas está sendo implantado em 44 cidades de 20 estados da federação. O investimento em obras de restauração é de R$ 1,6 bilhão, destinado a 425 obras de restauração de edifícios e espaços públicos. Em Goiás, além do Mercado Municipal, já foram entregues as obras do Casarão da Escola de Artes Veiga Valle, da Ponte da Cambaúba e o Arquivo Diocesano Dom Tomás Balduíno, da Sede da Diocese de Goiás. Atualmente mais duas obras estão em andamento na cidade, a restauração do Cine Teatro São Joaquim e a sede da Prefeitura Municipal, com previsão de investimento de R$ 28 milhões.

Serviço
Inauguração do Mercado Municipal de Goiás
Data: 15 de dezembro de 2016, às 19h30
Local: Praça Zaquel Alves de Castro – Centro Histórico de Goiás (GO)

Fonte: Iphan

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31