DISTRITO FEDERAL, Brasília - Os procedimentos para a futura reabertura do Teatro Nacional Cláudio Santoro, em Brasília, foram acertados nesta quinta-feira (12) em reunião entre o ministro da Cultura, Roberto Freire, e o governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg.

O equipamento cultural, que compõe o Complexo Cultural da República, junto com a Biblioteca Nacional Leonel de Moura Brizola e o Museu Nacional Honestino Guimarães, está fechado desde fevereiro de 2014.  

"Ainda precisamos acertar alguns pontos jurídicos, mas não tenham dúvida de que a decisão política está tomada. Os trabalhos para reabertura do teatro terão início ainda neste semestre", garantiu Roberto Freire.

A parceria também foi comemorada pelo governador Rollemberg. "É fundamental o apoio do Governo Federal. Estamos falando do espaço mais importante da República, o Complexo Cultural, portanto, ter um equipamento cultural com uma programação diversa e intensa é muito importante para a cultura, a qualidade de vida, o turismo e a autoestima da população brasileira", estacou.

Durante a reunião, Freire afirmou ser "inconcebível" que, na Esplanada dos Ministérios (centro dos Poderes da República), existam equipamentos culturais fechados. "Nós – as atuais gestões do Ministério da Cultura (MinC) e do Governo do Distrito Federal (GDF) – não somos responsáveis (pelo fechamento), mas somos responsáveis pela reabertura. Estamos dando prosseguimento àquilo que era uma preocupação quando eu e minha equipe assumimos o MinC", afirmou. A reabertura do Teatro Nacional conta com o apoio dos senadores do Distrito Federal – Cristovam Buarque (PPS), Hélio José (PMDB) e Reguffe (sem partido).

A Secretaria de Cultura do GDF está providenciando a adequação de projeto executivo para lançar, em breve, edital de seleção da empresa que realizará a reforma. A intenção é que os espaços do teatro (Foyer, Sala Martins Penna e Sala Villa-Lobos) sejam reabertos paulatinamente à medida que as reformas sejam concluídas.

A parceria entre o MinC e o GDF se dará a partir de um termo de compromisso a ser ajustado entre a Secretário de Cultura do DF e a Secretaria de Infraestrutura Cultural do ministério. Também há o interesse, por parte do GDF, de que parte das obras seja financiada com recursos provenientes de incentivo fiscal via Lei Rouanet.

Sobre o Teatro
Destinado exclusivamente às artes, o Teatro Nacional Claudio Santoro foi projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer. É um dos pontos centrais para o turismo da capital federal e se destaca por sua arquitetura. Tem a forma de uma pirâmide sem ápice, característica da arquitetura asteca. Foi calculado por Joaquim Cardozo, o poeta que tinha o domínio para as grandes massas de concreto armado. São 3.608 vidros nas fachadas leste e oeste. Os cubos brancos nas paredes norte e sul, de dimensões diversas, desenhados por Athos Bulcão, passam também de centenas. Esses relevos são a maior e mais monumental obra de intervenção urbana de Bulcão. Na elaboração do projeto, Oscar Niemeyer teve a colaboração do pintor, cenógrafo e técnico de teatro italiano Aldo Calvo.

Já passaram pelos palcos do Teatro Nacional nomes como Paulo Autran, Fernanda Montenegro, Dulcina de Moraes, Glauce Rocha, Ziembinski, Márcia Haydé, grupo Corpo, João Gilberto, Caetano Veloso e praticamente todos os grandes nomes da música popular brasileira. Na lista de estrelas internacionais destacam-se Maria Casaré, Susanne Linke, Kazuo Ohno, Antonio Márquez, Mercedes Sosa, Yma Sumac, os balés russos Bolshoi e Kirov, o balé da Ópera de Paris e o cantor argentino Astor Piazzola.

Fonte: MinC - Lara Aliano

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31