SÃO PAULO, São Paulo - O Carnaval de São Paulo acaba de ganhar mais um espaço para comemorar os desfiles de Momo.

Os cordões, as rimas, o batuque e o samba ganharam espaço na Casa Mário de Andrade, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, gerenciada pela Poiesis. No dia 24 de fevereiro, sexta-feira, a partir das 18h às 21h, o público terá a oportunidade de participar do Bloquinho do Mário.

Batizado de “samba rural” por alguns intelectuais na década de 1930, como Mário de Andrade, o popular batuque paulista provém das senzalas e terreiros, marcado por batida grave de tambores e dança. Apesar de o interior do Estado de São Paulo ser o berço da tradição do samba paulista, foi nos bairros da Barra Funda, Bom Retiro, Bexiga e Mooca que surgiram grandes compositores que marcaram a história da música na capital.

O samba passou a ganhar força nas cidades paulistas com o Carnaval, e é essa tradição que o Bloquinho do Mário deseja levar ao público. Segundo o coordenador da Casa Mário de Andrade, Marcelo Tupinambá Leandro, "idealizamos o bloquinho com onze integrantes, entre músicos e bailarinos, com repertório de marchinhas históricas e a inédita Marchinha do Mário. Será um evento único, que renderá homenagens às características da festa de Momo presentes na vida e na obra de Mário de Andrade e ao surgimento do samba em São Paulo, no antigo Largo da Banana, vizinho a Casa Mário de Andrade, no Bairro da Barra Funda".

O bloco de carnaval tem reportório musical do Grupo Cirandar e do compositor Magno Camilo. Os destaques ficam para as marchinhas Ó Abre Alas de Chiquinha Gonzaga; A Jardineira de Benedito Lacerda e Humberto Porto; Cantores do Rádio de Lamartine Babo, João de Barro e Alberto Ribeiro; Linda Morena de Lamartine Babo; Mamãe Eu Quero de Vicente Paiva e Jararaca; Pastorinhas de João de Barro e Noel Rosa; Ta-hi! de Joubert de Carvalho; Trenzinho do Caipira de Villa-Lobos e Samba da Minha Terra de Dorival Caymmi. Venha sambar com a gente!

Sobre a Casa Mário de Andrade
A Oficina Casa Mário de Andrade foi inaugurada em agosto de 1990, no bairro da Barra Funda, endereço da antiga casa do escritor e intelectual Mário de Andrade, um dos principais ideólogos do movimento modernista e da Semana de Arte Moderna, em 1922. O espaço pertence à Secretaria de Cultura e é gerenciado pela organização social Poiesis. A Casa abriga, além de oficinas de literatura e escrita, uma exposição permanente com objetos pessoais do modernista, além de gravações e filmes nos quais ele aparece.

Sobre a POIESIS
A POIESIS – Instituto de Apoio à Cultura é uma organização não governamental. A instituição tem por objetivo o desenvolvimento sociocultural e educacional, com ênfase na preservação e difusão da cultura, desenvolve e gere programas e projetos, pesquisas e espaços culturais, museológicos e educacionais voltados para o complemento da formação de estudantes e público em geral. A POIESIS trabalha com o propósito de propiciar espaços de acesso democrático ao conhecimento, de estímulo à criação artística e intelectual e de difusão da língua e da literatura.

Serviço
Bloquinho do Mário
Sexta-feira, 24 de fevereiro, das 18h00 às 21h00
Com Grupo Cirandar e Magno Camilo
Casa Mário de Andrade
Rua Lopes Chaves, 546 - Barra Funda - São Paulo – SP
Horário de funcionamento: Terça-feira a sábado das 10h00 às 18h00.  
www.oficinasculturais.org.br | www.facebook.com/CasaMariodeAndrade | www.instagram.com/oficinacasamario

Fonte: POIESIS

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31