BAHIA, Salvador - Com 29 anos de serviços prestados ao Estado da Bahia, ampla experiência com trâmites e normatizações do poder público obtida no período em que assumiu chefias de departamentos, supervisões de unidades, assessorias e diretorias, a museóloga Ana Liberato, assume hoje (5) a Chefia de Gabinete do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (IPAC) da secretaria de Cultura (SecultBA).

A mudança trará maior aproximação do gabinete com os servidores, com representantes da sociedade civil organizada e da população que necessita dos serviços do IPAC.

Elogiada e querida por todos os servidores onde trabalhou, pela habilidade e empatia com que conduz suas ações profissionais, Ana Liberato já passou por 11 gestões governamentais em vários órgãos e secretarias, municipais e estaduais. “Um dos objetivos é também acelerar os processos que tramitam no órgão, criar um atendimento satisfatório e objetivo das demandas que nos são postas pelas prefeituras e sociedade de diversas regiões do Estado da Bahia formado por 417 municípios que o instituto necessita atender”, afirma o diretor geral do IPAC, João Carlos de Oliveira.

Foto: divulgação

Ana Liberato começou no Estado em 1988 quando foi convidada para o Departamento de Museus da Bahia, na época ligado ao Gabinete da Secretaria de Cultura e Turismo, gestão do poeta José Carlos Capinam. Esse departamento é transformado em Ana, em 1992, torna-se Supervisora da Unidade de Integração Museu Escola Comunidade. Depois, mais dois cargos: Supervisora no Museu Abelardo Rodrigues e responsável pelos museus na Fundação Gregório de Mattos da Prefeitura de Salvador.

De 2004 a 2007, assume a Assessoria do Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM-BA). Entre 2007 e 2008, o cargo de Diretora de Museus (Dimus) do Estado, e em 2011 retorna à Dimus como Assessora Técnica sendo depois, novamente, Diretora/Dimus em 2016, seguido pelo cargo de Diretora do MAM-BA. Dentre suas realizações como gestora, além de coordenar políticas públicas, programas, seminários e eventos, conseguiu reabrir o Museu do Recôncavo (Candeias) em 1989 e Museu do Recolhimento (Santo Amaro) em 2007.

Fonte: IPAC

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31