SANTA CATARINA, Florianópolis - A Fundação Catarinense de Cultura (FCC) e o Ministério Público de Santa Catarina firmaram em dezembro uma importante parceria de cooperação técnica, tendo como foco o compartilhamento de dados.

A partir deste acordo, o MPSC terá acesso às bases de dados da FCC e disponibilizará à Fundação painéis e análise do seu sistema de “negócios inteligentes” (Business Intelligence). O termo foi assinado na sede do Ministério Público, em Florianópolis, entre o procurador-geral Sandro José Neis e o presidente da FCC, Rodolfo Joaquim Pinto da Luz.

(Foto: Márcio Henrique Martins/FCC)

Os dois órgãos iniciaram neste ano as tratativas que resultaram neste acordo. Caberá a FFC fornecer ao Ministério Público o acesso direto e online dados como os cadastros de bens imóveis tombados pelo Estado de Santa Catarina, de bens móveis ou integrados inventariados, e aos sistemas estaduais de museus e de bibliotecas.

O presidente da Fundação, Rodolfo Joaquim Pinto da Luz, destaca que o acordo garantirá também, além do fortalecimento do relacionamento institucional, a otimização e qualificação das informações resultantes da análise dos dados que a FCC dispõem. “Ao ter acesso a toda a nossa base de dados, o sistema , por meio das suas análises e painéis, nos possibilitará um panorama rico de informações e que terão reflexos diretamente em ações de preservação e na qualificação das nossas políticas públicas”, disse Rodolfo.

O prazo de vigência do termo de cooperação-técnica é de 60 meses e passa a contar a partir da assinatura. Isso quer dizer que, dentre os objetivos acertados, as duas instituições passarão agora a estabelecer um fluxo continuado de compartilhamento de dados e intercâmbio de informações e inovações.

Fonte: Assessoria de Comunicação FCC

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31