DISTRITO FEDERAL, Brasília - Faleceu no final da última quinta-feira (1º), no Rio de Janeiro (RJ), a historiadora da arte e gestora cultural Lilian Barreto.

Sua trajetória de décadas nas áreas da Educação e Cultura, com relevante contribuição reconhecida por onde passou, incluiu marcante atuação como diretora do Museu da República, vinculado ao Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), que manifesta pesar pelo seu falecimento.

Foto: divulgação

Formada em História da Arte pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e diplomada em cursos de arte decorativa na França, Lilian Barreto foi professora da Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio); idealizadora de programas culturais para o Movimento Brasileiro de Alfabetização (Mobral); e coordenadora adjunta do Programa Nacional de Museus da Fundação Nacional Pró-Memória, tendo atuado na Fundação Casa de Rui Barbosa e Biblioteca Nacional, ambas vinculadas ao Ministério da Cultura (MinC).

Em 1983, quando o Museu da República (até então vinculado ao Museu Histórico Nacional) ganhou autonomia administrativa, tornou-se a primeira diretora da instituição nesta nova fase, ocupando o cargo até 1989. Sua gestão foi marcada pela restauração integral do Palácio do Catete, além de reestruturação administrativa e técnica do museu.

Podem ser destacados como alguns frutos deste período a criação do Centro de Estudos de História da República e o desenvolvimento de projetos educativos que tinham por objetivo a aproximação da comunidade com o museu. Por seus relevantes serviços à frente da instituição, Lilian foi agraciada em 2010 com a medalha comemorativa do cinquentenário do Museu da República.

Na década de 1990, Lilian voltou a residir em Nova Friburgo, cidade onde passou sua infância e juventude – e que, como costumava dizer, só não era seu berço natal porque sua mãe entrara em trabalho de parto durante a descida da serra. Desde 2010, estava à frente do Departamento de Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural de Nova Friburgo, e trabalhava atualmente no desenvolvimento do projeto de comemoração dos 200 anos da cidade.

O velório será realizado a partir das 13h deste sábado (3) no Cemitério São João Batista, no Rio de Janeiro (RJ). O sepultamento ocorrerá às 16h.

Fonte: Ibram

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31