RIO DE JANEIRO, Rio de Janeiro - Entre os dias 17 a 23 de setembro acontece em todo o Brasil a 12ª Primavera dos Museus – temporada nacional de eventos coordenada pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram).

“Celebrando a educação em museus” é o tema desta edição, que convida o público e instituições a refletir sobre o lugar da educação nos museus brasileiros. O Museu Histórico Nacional, no Rio de Janeiro (RJ), participa da programação com cinco atividades ao longo da semana.

No dia 19 (quarta-feira), às 13h30, o MHN abre sua reserva técnica para visitas. A seguir, acontece o bate papo “Reservas técnicas e públicos: uma aproximação possível?”.

A conversa, conduzida pela museóloga Mayara Manhães (Museu da Vida- RJ), gira em torno de pesquisa sobre visitas a reservas técnicas de museus por público não especializado e o diálogo possível entre as áreas de educação e acervo.  As vagas são limitadas e as inscrições, contendo nome completo, telefone, idade, podem ser feitas entre os dias 13 e 18 setembro pelo endereço eletrônico: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Acervos digitais e visita mediada
O projeto de digitalização da coleção museológica do MHN é o mote para o bate papo “Acervo digital MHN: possibilidades para a educação em museus” no dia 20, às 14h30. Desenvolvido pelo Ministério da Cultura, Ibram e Universidade Federal de Goiás (UFG), o projeto Tainacan é uma solução para a gestão e divulgação de acervos culturais digitais. O MHN faz parte do projeto piloto do Ibram e deve lançar online, nas próximas semanas, 500 pinturas de seu acervo para acesso público. O projeto pretende colocar na rede todo o acervo museológico do MHN.

O bate papo conta com a presença de representantes do Ibram, UFG, Museu de Arqueologia de Itaipu (RJ) e MHN. A atividade acontece no auditório e tem entrada franca.

“A função educativa dos museus, 60 anos depois” é o seminário organizado pelo Museu da República/Ibram, que tem encerramento no auditório do MHN no dia 21 (sexta-feira), às 14h.

Celebrando o Seminário Regional da Unesco no Rio, em 1958, sobre a função educativa dos museus, a atividade propõe uma reflexão sobre o evento histórico e, a partir das práticas atuais, aponta como podem ser os próximos 60 anos para o setor. O debate de encerramento no MHN tem como tema “A radicalidade das experiências museiais”.

As inscrições já estão encerradas. No dia 21, após o credenciamento dos inscritos, caso haja vagas, será possível a participação até a lotação máxima do local (200 lugares).

O Bonde e Bondinho da História “Museu de Afetos” é a última atividade do MHN na 12ª Primavera dos museus. No domingo (23), dia de gratuidade no museu, as visitas mediadas para o público infantil, jovem e adulto abrem espaço para os participantes montarem seu próprio museu, com objetos cotidianos que representem parte de sua história – uma homenagem ao Museu Nacional/UFRJ, que incendiou no dia 2 de setembro.

A Atividade integra os públicos e é acessível para pessoas com deficiência visual e auditiva. Não é necessária inscrição prévia: os grupos serão formados com até 15 pessoas, por ordem de chegada. O encontro com os educadores acontece na recepção do MHN às 13h30.

Mais informações sobre a Primavera dos Museus 2018 no MHN podem ser obtidas pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. Confira a programação nacional na página do Ibram: http://www.museus.gov.br/.

Serviço
12ª Primavera dos Museus no MHN
De 17 a 23 de setembro de 2018
Endereço: Museu Histórico Nacional – Praça Marechal Âncora S/N –
Rio de Janeiro, RJ.
Programação gratuita

Fonte: MHN

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31