DISTRITO FEDERAL, Brasília - Foi publicada nesta sexta-feira (15), no Diário Oficial da União, a nomeação do pianista Miguel Proença como presidente da Fundação Nacional de Artes (Funarte), instituição do Ministério da Cidadania responsável pelo desenvolvimento de políticas públicas de fomento a artes visuais, música, circo, dança e a teatro. Proença substitui o ator Stepan Nercessian.

Doutor em Música, Proença integrou o corpo docente do Instituto de Artes da UERJ e exerceu o cargo de professor convidado da Universidade de Música de Karlsruhe, na Alemanha (Foto: Vitor Jorge)

Doutor em Música pela Escola Superior de Música de Hannover, na Alemanha, Proença integrou o corpo docente do Instituto de Artes da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e exerceu o cargo de professor convidado da Universidade de Música de Karlsruhe, na Alemanha.

Natural de Quaraí (RS), foi diretor da Escola de Música Villa-Lobos, diretor artístico do Teatro do SESI-RS e secretário Municipal de Cultura do Rio de Janeiro. Antes de se juntar à equipe do Ministério da Cidadania, Proença dirigiu a Sala Cecília Meirelles, no Rio de Janeiro, de abril de 2017 a janeiro de 2019.

Durante seus mais de 50 anos de carreira, Proença gravou vários CDs, incluindo a coletânea “Piano Brasileiro” (2005), que recebeu da Unesco o prêmio Patrimônio da Música Brasileira, e o disco “Tango”, gravado com Bibi Ferreira. Tocou em diversos concertos no Brasil e no exterior. Organizou e foi o protagonista da série de turnês “Piano Brasil”, que levou música clássica a 150 municípios de todos os estados brasileiros, ao Distrito Federal e a países como Itália, França, Espanha e Macedônia. Em 2015, tornou-se Cidadão Honorário do Rio de Janeiro.

Integrou o júri de diversas competições internacionais em países como Japão, Portugal, França, Itália e Espanha. Integra o Hall da Fama da Steinway & Sons (Hamburgo, Alemanha), juntamente com os maiores pianistas de todos os tempos.

Além da área cultural, Miguel Proença também atua com projetos educacionais e de formação de plateia. De 1995 a 1998, em parceria com a Capes, proporcionou, a centenas de estudantes brasileiros, bolsas de estudo na Europa, Rússia, Japão e no Brasil.

Fonte: Assessoria de Comunicação/ Secretaria Especial da Cultura/ Ministério da Cidadania

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31