RIO DE JANEIRO, Rio de Janeiro - O próximo domingo (10/11) será o Dia Nacional de Prevenção e Combate à Surdez.

Para celebrar a data, o projeto Surdos que Ouvem vai realizar uma caminhada na Praia de Copacabana (RJ), iniciativa que visa promover representatividade, inclusão e debate sobre a grande diversidade que existe na deficiência auditiva. O ponto de encontro será na esquina da Avenida Atlântica com a Rua Santa Clara, às 09h30 e são esperadas centenas de surdos, seus familiares e simpatizantes à causa.

"A ideia da caminhada surgiu com o objetivo de promover acolhimento e reflexão, assim como fazemos diariamente com o nosso trabalho a frente do projeto e das plataformas digitais do Crônicas da Surdez. Os índices da abrangência da deficiência auditiva são alarmantes e precisamos falar sobre o tema. De acordo com dados da World Health Organization, 466 milhões de pessoas no mundo têm deficiência auditiva de grau incapacitante, fora os outros graus. As projeções apontam que esse número vai crescer exponencialmente nos próximos anos, chegando a 630 milhões em 2030 e 900 milhões em 2050. O Brasil já é o sexto país entre os 12 mais populosos do mundo com mais deficientes auditivos. Pulamos de 10 milhões de surdos em 2008 para 13 milhões em 2018", alerta Paula Pfeifer, fundadora do Surdos que Ouvem.

Escritora com dois livros publicados, palestrantre e uma surda que ouve, Paula Pfeifer é residente do Facebook Community Leadership Program e foi a partir da iniciativa que criou o Surdos que Ouvem, projeto fruto de seu trabalho a frente dos canais Crônicas da Surdez. Assim como a caminhada, todas as iniciativas criadas por ela visam promover acesso à tecnologia e uma rede de afeto e informação de qualidade que crie um verdadeiro impacto na vida das pessoas. Sejam elas surdas, suas familiares, amigos e também na população em geral.

"As pessoas acham que surdo é quem não ouve nada e que todo surdo usa Libras. O universo da surdez é infinitamente mais amplo. Ela têm graus: leve moderado severo e profundo, todos passíveis de tratamento e reabilitação. Eu, por exemplo, sou uma surda que ouve graças à tecnologia: tenho dois ouvidos biônicos. Não existe cura para a surdez ainda, mas meus implantes cocleares, enquanto estão ligados, me permitem ouvir tudo. Vamos aproveitar o dia 10/11 para mostrar tudo o que a tecnologia é capaz de fazer pelas pessoas surdas hoje. Tecnologia é qualidade de vida e independência!", completa Paula.

Serviço
Caminhada Comemorativa ao Dia Nacional de Prevenção e Combate à surdez
Data: 10/11
Ponto de Encontro: Esquina da Avenida Atlântica com a Rua Santa Clara, em Copacabana, Rio de Janeiro.
Horário: A partir das 09h30
Informações: https://bit.ly/2WMDVIr

### Sobre a Paula Pfeifer
Paula Pfeifer é escritora, palestrante, e uma surda que ouve graças à tecnologia. A missão da criadora do grupo, do blog e dos livros 'Crônicas da Surdez' é desmistificar os tabus e derrubar os estereótipos que cercam a deficiência auditiva. Paula começou a perder progressivamente a audição na infância e, aos 16 anos, já tinha chegado à surdez severa bilateral. O primeiro aparelho auditivo veio em 1997. Em 2013, o primeiro implante coclear e, em 2016, o segundo. Com dois ouvidos biônicos, ela voltou a ouvir todos os sons da vida, e tem paixão por promover a reabilitação auditiva.

Canais
Site: https://cronicasdasurdez.com/
Site SQO: http://www.surdosqueouvem.com
Facebook: https://www.facebook.com/CronicasdaSurdez/
Grupo Facebook: https://www.facebook.com/groups/CronicasDaSurdez/
Instagram: https://www.instagram.com/cronicasdasurdez/
TEDx Talks: https://www.youtube.com/watch?v=frdnFURIooI

### Sobre o Projeto Surdos Que Ouvem
Surdos Que Ouvem (www.surdosqueouvem.com) é um projeto com viés social colaborativo e de inclusão. O objetivo é ampliar o impacto online do Crônicas da Surdez e criar um consistente legado offline a partir da desmistificação da surdez e da propagação de informação sobre reabilitação auditiva.

O projeto reúne quatro iniciativas
- Campanha de vídeo com 12 personagens inspiradores que revelam o processo a partir do diagnóstico da deficiência auditiva, seus desafios e o quanto o uso de tecnologias auditivas transforma vidas.
- Conexões Sonoras: eventos 100% acessíveis a surdos, com legendas, aro magnético e intérprete de Libras. O CS promove acesso à informação de alta qualidade, através de Talk-show com médicos e fonoaudiólogos especializados em surdez, palestra de Paula Pfeifer e depoimentos de Surdos Que Ouvem.
- Curso online para pais de crianças surdas: como o engajamento da família na estimulação da criança com deficiência auditiva é primordial, mas nem todas as famílias estão perto de cidades grandes, nem têm acesso a especialistas, o curso é direcionado aos pais, com aulas ministradas por profissionais renomados e com linguagem acessível.
- Engajamento da comunidade e treinamento de liderança: para ampliar ainda mais o alcance desta causa, será oferecido apoio financeiro para que membros do grupo Crônicas da Surdez criem e executem até 20 projetos em um formato de Mini Conexões Sonoras, levando o #surdosqueouvem aos quatro cantos do Brasil. Aqueles que mais se destacarem receberão um treinamento de liderança ministrado por Paula Pfeifer, bem como prêmios de nossos parceiros.

### Sobre o Facebook Community Leadership Program
O Facebook Community Leadership Program é uma iniciativa global desenvolvida para capacitar líderes de todo o mundo que estão construindo comunidades por meio da família de aplicativos e serviços do Facebook. As oportunidades de residência e fellowship oferecem treinamento, apoio e financiamento para líderes comunitários de todo o mundo. O Facebook vai investir dezenas de milhões de dólares com o programa, incluindo até US$ 10 milhões em subsídios que vão diretamente para as pessoas que criam e lideram as comunidades.

Fonte: divulgação por e-mail

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31