MINAS GERAIS, Belo Horizonte - A economia criativa mineira e toda sua cadeia produtiva, que envolve inovação, cultura e empreendedorismo, ganham um importante reforço a partir de agora.


Apresentação na cidade histórica de Diamantina, MG (Foto: Xará)

Na próxima quarta-feira (11/12), a Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais (Secult) lança, em parceria com o Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), a Rede Cidades Criativas de Minas Gerais. A programação conta com exibição de filmes, experiência gastronômica e apresentação da Vesperata de Diamantina.

O objetivo da rede é fomentar a integração entre cultura e turismo no estado, articulando a participação e cooperação entre as cidades que reconhecem a criatividade como um fator estratégico para o desenvolvimento sustentável. A rede mineira é inspirada pelo trabalho da Rede de Cidades Criativas da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), que criou em 2004 o título de “Cidade Criativa” concedido a cidades que se destacam em sete áreas: Artesanato e Artes Populares, Artes Midiáticas, Filme, Design, Gastronomia, Literatura e Música.

De acordo com Marcelo Matte, secretário de Estado de Cultura e Turismo, “a diversidade cultural é um dos mais fortes alicerces para o desenvolvimento social e econômico de Minas Gerais. A economia criativa é o futuro do nosso estado e será por meio dela que diversificaremos nossa matriz econômica e geraremos emprego e renda.”

Riquezas regionais
Neste ano Belo Horizonte ganhou o título de Cidade Criativa da Gastronomia pela Unesco, inserindo Minas Gerais nesse seleto grupo internacional composto por 250 cidades espalhadas por todos os continentes.

Além de Belo Horizonte, a cidade mineira de Cataguases concorreu em 2019 ao título da Unesco, na categoria Audiovisual, mas acabou não sendo selecionada pela organização internacional. Já Diamantina foi candidata na primeira fase de seleção, ainda junto ao governo brasileiro, como cidade criativa da Música. O cenário demonstra a força de Minas Gerais nesse âmbito e aponta para possibilidades de interação entre cidades para a ampliação do conceito de economia criativa no estado, como também para a mobilização de outras cidades que poderão, a partir da cultura, inovação e criatividade, buscar novos modelos de desenvolvimento local.

A ideia da Rede Cidades Criativas de Minas Gerais é fortalecer os municípios do estado para que mais cidades possam compor esse grupo. A rede mineira prevê expansão para incluir mais 20 cidades até 2022.

Confira a programação do evento
14h - Exibição do filme "O menino no espelho" + bate papo com o diretor (Teatro I)
18h - Experiência gastronômica (Teatro I) – somente para convidados
19h15 - Lançamento da Rede Cidades Criativas de Minas Gerais – somente para convidados
19h45 - Exibição do Curta Cataguases - Cidade do Cinema (Teatro I) somente para convidados
20h - Vesperata e lançamento do Calendário de Eventos Diamantina/2020 (Pátio central)

Serviço
Lançamento da Rede Cidades Criativas de Minas Gerais
Data: 11/12/19
Local: CCBB-BH – Circuito Liberdade

Fonte: Secult MG

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31