DISTRITO FEDERAL, Brasília - A Superintendência do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional em Goiás (Iphan-GO) está de casa nova.


Casa do Patrimônio Belmira Finageiv (Acervo Iphan)

O prédio, que abrigou a antiga Delegacia Fiscal, é da década de 1930 e possui elementos e traços marcantes do estilo Art Déco, integrando o conjunto de prédios públicos que ocuparam posição de destaque no traçado inicial da cidade.

Para celebrar a entrega da obra de restauração, que recebeu investimentos no valor de R$ 11,56 milhões, será realizada cerimônia nesta sexta-feira, 14 de fevereiro, às 19h. O edifício fica localizado no anel externo da Praça Cívica, bem no Centro de Goiânia. Estarão presentes o presidente interino do Iphan, Robson de Almeida; o superintendente do Iphan-GO, Allyson Cabral; o governador do Estado de Goiás, Ronaldo Caiado; além de outras autoridades locais.

A nova sede do Iphan-GO, batizada de Casa do Patrimônio Belmira Finageiv, homenagem à arquiteta pioneira na preservação do Patrimônio Histórico e Cultural da região Centro-Oeste, trouxe uma série de benefícios, como a redução de custos – com sede própria, o Instituto não terá mais despesa com aluguel –, melhor acondicionamento do quadro de servidores, do laboratório de arqueologia, do acervo documental e bibliográfico, que terão uma área específica para o atendimento ao público, com ambientes totalmente acessíveis.

O novo espaço apresenta também uma novidade no formato de atuação do Iphan em Goiás: passa a funcionar como Casa do Patrimônio, resultando em maior interlocução com a sociedade, sobretudo no atendimento e na qualificação de estudantes, parceiros institucionais e sociedade civil. Na ocasião, o espaço de exposição do prédio será apresentado pelo artista plástico goiano Siron Franco com a seleção de algumas telas que integram o seu trabalho.

Valorização da memória
A obra de restauração durou quatro anos e foi realizada em quatro etapas: iniciou com a demolição dos anexos, acréscimos sucessivos que o edifício sofreu ao longo dos anos. Na segunda etapa, foi feito o reforço estrutural e da cobertura. Em seguida, foi restaurado o edifício principal, com valorização do estilo arquitetônico presente nos pisos iniciais em granitina e tacos de madeira, nas esquadrias das portas com desenhos geométricos, luminárias e gradis das janelas em ferro, elementos decorativos que inspiraram os primeiros edifícios da capital, simbolizando modernidade e progresso.

Por fim, a quarta etapa contemplou a construção de um novo anexo, composto por auditório, salão de exposição e espaço de eventos. Com ele, o edifício passou a ter dois acessos, tanto pela Praça Cívica quanto pela Avenida Araguaia, interligando a construção já existente e o novo edifício. Além da modernidade estrutural, as áreas verdes iniciais do prédio localizadas no pátio central e no recuo para a Avenida Goiás também foram resgatadas, trazendo leveza e harmonização para o local e transformando-o em ponto de encontro e convivência.

Inspiração Art Déco
A capital goiana reúne um grandioso e representativo acervo Art Déco, cujas características principais são os elementos decorativos geométricos e as formas aerodinâmicas, presentes na Antiga Delegacia Fiscal e mantidas após o restauro (nova sede do Iphan-GO).

Entre outros bens com as mesmas características estão o Teatro Goiânia, a Torre do Relógio da Avenida Goiás e o Coreto da Praça Cívica. Ao todo, 22 bens compõem o Acervo Arquitetônico e Urbanístico Art Déco de Goiânia, tombado pelo Iphan desde 2003.

Serviço
Iphan em Goiás apresenta nova sede em prédio histórico
Data: 14 de fevereiro de 2020, às 19h
Local: Praça Cívica, nº 210 – Centro, Goiânia (GO)

Fonte: Iphan

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31