SÃO PAULO, São Paulo - Maior premiação de arte-educação do Brasil está com inscrições abertas até dia 19 de abril.

Ampliar a voz de professores de Artes da Educação Básica, valorizando projetos que despertam novos olhares e inspiram alunos, cidadãos e comunidades. Essa é a missão do Prêmio Arte na Escola Cidadã (PAEC), que está com inscrições abertas para sua 21ª edição.

Professoras e professores de Artes são fundamentais na formação de crianças e jovens, aprofundando a percepção crítica e sensível do mundo. Por isso, para dar visibilidade a projetos postos em prática por professores de Arte de todo o território nacional, o PAEC realiza um mapeamento de trabalhos desenvolvidos em escolas das cinco regiões do Brasil.

As inscrições ficam abertas até o dia 19 de abril. Ao todo, são cinco categorias de premiação: Educação Infantil, Ensino Fundamental 1, Ensino Fundamental 2, Ensino Médio e Educação de Jovens e Adultos (EJA). Em função do impacto do COVID-19 nas escolas do país, este ano o Instituto Arte na Escola adaptou o regulamento da 21ª edição do Prêmio.

O Prêmio Arte na Escola Cidadã é realizado pelo Instituto Arte na Escola por meio da Lei de Incentivo à Cultura, com patrocínio do Banco Bradesco. Desde sua primeira edição, em 2000, o Prêmio conta também com a cooperação da UNESCO no Brasil.

Inscrições
As inscrições devem ser feitas exclusivamente através do site www.artenaescola.org.br/premio, até o dia 19 de abril de 2020. Todos os professores inscritos receberão um Material Educativo e um Percurso Formativo online sobre a obra de Siron Franco – artista homenageado na 21ª edição do Prêmio.

Quem pode participar
Professores que desenvolveram projetos envolvendo uma ou mais linguagens artísticas (música, teatro, artes visuais, dança). Os projetos devem ter sido realizados em 2018 e 2019, em escolas de ensino regular, públicas ou particulares, de todo o território nacional.

Premiação
São cinco categorias de premiação: Educação Infantil, Ensino Fundamental 1, Ensino Fundamental 2, Ensino Médio e Educação de Jovens e Adultos (EJA). Os professores premiados recebem R$ 10 mil e um certificado, além de participarem da cerimônia de premiação e de vivências culturais na cidade de São Paulo. As escolas nas quais os projetos foram desenvolvidos também são premiadas. Cada professor vencedor tem seu projeto registrado em um documentário produzido pelo Instituto Arte na Escola. Após a cerimônia de premiação, os cinco documentários produzidos se desdobram em materiais formativos para outros professores de Artes.

Siron Franco
Autor de múltiplas leituras e pensamento caleidoscópio, Siron Franco faz protestos, apelos, participa. Suas obras não se propõem a ser o reflexo do mundo concreto, mas a invenção de um mundo imaginário, que dialoga com o real. Sua obra nº03 é a referência para a iconografia do 21º Prêmio Arte na Escola Cidadã.

Sobre o Instituto Arte na Escola
O Instituto Arte na Escola, que tem a Fundação Iochpe como principal mantenedora, é uma associação civil sem fins lucrativos criada em 1989 com o objetivo de estimular e qualificar o ensino da Arte. O Instituto desenvolve Materiais Educativos, formações, pesquisas e articula a Rede Arte na Escola, hoje com 39 Polos localizados em universidades parceiras, que atuam na formação continuada de professores da Educação Básica.

Fonte: Instituto Arte na Escola

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31