DISTRITO FEDERAL, Brasília - Todos os anos, a Festa do Divino Espírito Santo de Paraty provoca comoção na cidade.

O calçamento centenário das ruas históricas é tomado por fieis em procissão. Bandeiras e estandartes colorem o cenário bucólico. A multidão entoa cantos religiosos e executa rituais repetidos há gerações pelos paratienses.

Em um município conhecido por suas celebrações, a Festa do Divino Espírito Santo marca o mês de maio na agenda cultural e religiosa da cidade. Além de acolher visitantes, consegue mobilizar a população local, que mantém vivas as tradições.

Em 2020, contudo, a pandemia de coronavírus (Covid-19) alterou a programação do evento. Diante das recomendações para manter o isolamento social, as atividades culturais, públicas e coletivas foram canceladas. Entretanto, para não deixar de cumprir com uma tradição tão enraizada na cultura de Paraty, a Paróquia Nossa Senhora dos Remédios (Pascom) vai manter a programação religiosa, que será executada por um pequeno grupo.

Os devotos podem acompanhar as celebrações na página da paróquia no Facebook, bem como no canal do Youtube. Novenas e missas serão transmitidas todos os dias às 19h, no período de 22 a 31 de maio. As atividades acontecem na Igreja Matriz de Nossa Senhora dos Remédios, tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) desde 1962.

Em 2013, a Festa do Divino Espírito Santo de Paraty foi inscrita no Livro de Registro das Celebrações do Iphan. O reconhecimento como Patrimônio Cultural Imaterial Brasileiro se fundamenta nas manifestações culturais da festa e na construção de valores identitários que o festejo promove para os moradores do município.

Festa do Divino Espírito Santo de Paraty (Foto: divulgação/Iphan)

A Festa do Divino Espírito Santo de Paraty
A celebração do Espírito Santo é uma manifestação cultural e religiosa, de origem portuguesa, disseminada no período da colonização e ainda hoje presente em todas as regiões do Brasil. A estrutura básica compõe-se de folia; coroação de um imperador; e Império do Divino, símbolos principais do ritual.

Ao longo dos anos, a Festa do Divino Espírito Santo de Paraty vêm incorporando outros ritos e representações que agregam elementos próprios relacionados à história e à formação de sua sociedade.

As atividades se iniciam a partir do Domingo de Páscoa. Na sequência, manifestações e rituais ocorrem ao longo da semana que antecede o Domingo de Pentecostes, principal dia da festa.

A festa propicia momentos de colaboração entre a comunidade, como o almoço do Divino, a distribuição de doces e de carne aos mais necessitados. A Pascom explica que "neste ano, a tradicional campanha do quilo – de grande importância na arrecadação de alimentos para doação às famílias carentes assistidas pelas conferências Vicentinas Santa Paulina e São Benedito – acontecerá de forma diferente. Serão criados pontos de coleta, onde os fiéis poderão levar suas doações."

Por todos esses fatores, trata-se da festa religiosa mais complexa da cidade. Além de agregar um grande número de pessoas, ao longo do ano exige intensa preparação da Comissão de Festeiros e reúne um conjunto de celebrações, formas de expressão, lugares, ofícios, práticas e saberes. Saiba mais no vídeo abaixo:



 

Fonte: Iphan

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31