SÃO PAULO, São Paulo - A Pinacoteca de São Paulo, museu da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, comemora até o fim de 2016 seu aniversário de 110 anos,  celebração que tem incentivado reflexões importantes sobre a história da instituição, de suas coleções e atividades.

Nesse contexto, foi organizada a exposição “Situações: a instalação no acervo da Pinacoteca de São Paulo”, que reúne 13 obras de 13 artistas brasileiros ou aqui residentes, entre eles Guto Lacaz, Jac Leirner, Cildo Meireles, Carla Zaccagnini e Mariana Manhães.

As obras presentes nessa mostra – todas pertencentes ao acervo da Pinacoteca – apresentam diferentes formas de apropriação do espaço e de relação entre o público e trabalho de arte. A despeito de suas diferenças, carregam uma característica fundamental da instalação – elas requisitam a presença e a interação direta dos espectadores.

“A escolha por ressaltar as diversas maneiras pelas quais a produção artística brasileira, desde os anos 1980, tem se manifestado por meio da instalação reflete a opção da Pinacoteca por um olhar abrangente para a produção da arte contemporânea. Longe de forçar, portanto, uma univocidade dos trabalhos, a mostra opta por selecionar obras cuja montagem é inédita na instituição ou ainda aquelas que há algum tempo não eram expostas ao público”, explica a curadora Fernanda Pitta.

A mostra permanece em cartaz até 20 de fevereiro de 2017 no 4º andar da Estação Pinacoteca – Largo General Osório, 66. A visitação é aberta de quarta a segunda-feira, das 10 às 17h30 – com permanência até às 18h – e o ingresso custa R$6 (inteira) e R$ 3 (meia). Crianças com menos de 10 e adultos com mais de 60 anos não pagam. Aos sábados a entrada é gratuita para todos os visitantes.

“Na última década, notamos um grande incremento da coleção de arte contemporânea do museu amparado pelo Programa de Patronos da Arte Contemporânea e por meio de comodatos significativos como o da Coleção Roger Wright. Entre essas obras, destaca-se particularmente o conjunto de trabalhos de caráter instalativo. Esta presença é significativa no acervo e também no programa de exposições da instituição”, disse Tadeu Chiarelli, diretor geral da Pinacoteca.

A realização desta mostra foi possível graças à Lei Rouanet de incentivo à cultura.

Mais sobre instalação
Na arte contemporânea, a palavra instalação é empregada desde 1960 para descrever o modo de organização de uma exposição. Aos poucos, o termo também passa a ser usado para descrever trabalhos artísticos que correspondem a espaços destinados a uma experiência imersiva, que pretendem despertar a consciência do público para o modo como objetos de arte são situados no espaço e para como nossa experiência corporal responde a esses arranjos: salas próprias à exibição de vídeos, instalação no espaço de objetos de várias naturezas, ou mesmo ambientes e estruturas especialmente feitos para serem vivenciados pelo público.

Pinacoteca do Estado de São Paulo
End. 1: Praça da Luz, 02 - Tel. 11 3324-1000
Quarta a segunda, das 10h às 17h30 com permanência até as 18h.
(Possui bicicletário e estacionamento gratuito)

End. 2: Largo General Osório,66 - Tel. 11 3335-4990
Quarta a segunda, das 10h às 17h30 com permanência até as 18h.
(Estacionamento: Rua Mauá, 51 - R$ 13,00 por 3h)
Ingressos
R$ 6,00 (inteira) e R$ 3,00 (estudante).
Grátis aos sábados. Crianças com até 10 anos e idosos maiores de 60 anos não pagam.
O ingresso da direito a visita nos dois endereços.

Fonte: SEC SP

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31