BAHIA, Salvador - Estão abertas as inscrições dos Editais Setoriais do Fundo de Cultura da Bahia para projetos em áreas diversas, incluindo aqueles direcionados à museologia.

Será disponibilizado R$1 milhão para os proponentes que tiverem interesse em captar recursos para realização de inventários, estudos, ações educativas, procedimentos de preservação, elaboração de planos museológicos, entre outros. Os investimentos destinados à área museológica neste ano representam um crescimento de aproximadamente 33% em relação ao ano de 2012, quando foram oferecidos R$ 700 mil, os quais beneficiaram municípios como Santa Maria da Vitória, Ilhéus, Cachoeira, São Félix, Mucugê, Jequié, Guanambi e Cruz das Almas.

Os Editais Setoriais 2016 reúnem um total de R$ 31,620 milhões em investimentos e as inscrições devem ser realizadas até o dia 15 de agosto, podendo ser confirmadas em dois formatos: pela internet, através do Clique Fomento; e por meio físico, através dos Correios. Os proponentes podem ainda acessar as informações detalhadas de cada Setorial no site da Secretaria de Cultura do Estado (Secult) (http://www.cultura.ba.gov.br/), observando cada área, valor destinado e unidades executoras dos editais. Guias de Elaboração de Propostas Culturais, de Proponente do Fundo de Cultura e de Alteração de Proposta Cultural também estão disponibilizados.

A Secult também disponibiliza centrais de atendimento por telefone, com o objetivo de esclarecer dúvidas e questionamentos dos interessados em submeter projetos aos Editais disponíveis. Os usuários podem ligar de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h30.

“Existente nos processos anteriores, a Central de Atendimento passou por uma reformulação de logística e tecnologia para oferecer um tratamento diferenciado e de qualidade para o público, esclarecendo as dúvidas do público com relação ao processo e preenchimento das inscrições através do Sistema de Informações e Indicadores da Cultura [Siic]”, explica o superintendente de Promoção Cultural da Secult, Alexandre Simões.

Histórico
Desde sua criação, há cerca de dez anos, o Fundo de Cultura da Bahia já aportou mais de R$ 212 milhões em incentivos para projetos e atividades culturais, sendo R$ 186 milhões entre 2007 e 2015. Os investimentos, que contam com recursos da Coelba e da Oi, ganharam novo impulso e mais transparência quando, em 2007, o Governo do Estado adotou a prática de seleções públicas, amplamente divulgadas, para executar a política de fomento à cultura, baseada em três princípios fundamentais: democratização do acesso, valorização da diversidade cultural e a territorialização, impulsionando cada vez mais a estadualização da política pública com ênfase nas especificidades locais.

Fonte: Secult BA

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31