DISTRITO FEDERAL, Brasília - O Ministério da Cultura (MinC) lamenta a morte do criador do Festival Internacional da Canção, Augusto Marzagão.

Jornalista, executivo e escritor brasileiro, Marzagão faleceu na noite da última terça-feira (28), em hospital na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro (RJ). Ele tinha mal de Parkinson, havia sido internado com pneumonia e morreu por insuficiência respiratória.

Marzagão nasceu em 1929, em Barretos (SP). Foi casado com três mulheres e teve dez filhos. Ex-seminarista, foi morar na cidade de São Paulo aos 18 anos, onde trabalhou como repórter policial no extinto jornal O Tempo. Na ocasião, conheceu Jânio Quadros, de quem foi secretário particular. Ele ainda trabalhou nos governos de José Sarney e Itamar Franco.

Na área cultural, Marzagão destacou-se como o criador e diretor do Festival da Canção, realizado no ginásio do Maracanazinho entre 1966 e 1972. O evento incentivou talentos de diferentes gêneros musicais brasileiros do período. Como escritor, é autor do livro Memorial do Presente, da editora Nova Fronteira. Textos do jornalista ainda foram compilados no livro Semeadura da Colheita, da editora Ao Livro Técnico.

Como criador e diretor do Festival da Canção, Augusto Marzagão incentivou talentos de diferentes gêneros musicais brasileiros (Foto:Divulgação)

Fonte: MinC

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30