RIO DE JANEIRO, Rio de Janeiro - O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, prestigiou nesta quinta-feira (29/03), a reabertura da Biblioteca Parque de Manguinhos.

A unidade recebeu o nome de Marielle Franco, em homenagem à vereadora assassinada no último dia 14 de março. Crivella prestou condolências aos pais de Marielle e acompanhou o descerramento da placa que marcou a retomada das atividades da biblioteca.

- Todos nós amarguramos a covardia e maldade que foi feita conta a vereadora Marielle Franco. Hoje, o nome que eles tentaram apagar da política se eterniza no coração do povo e aqui na Biblioteca – afirmou o prefeito, após acompanhar a apresentação de dança de meninas que fazem parte de um projeto social da comunidade.

Situada no Complexo de Manguinhos, a unidade agora batizada de Marielle Franco foi a primeira Biblioteca Parque do país, sendo inaugurada em abril de 2010. O modelo foi inspirado em experiências bem-sucedidas implantas nas cidades de Bogotá e Medellín, na Colômbia. A biblioteca estava fechada desde dezembro de 2016, foi reaberta parcialmente em janeiro de 2017 e, a partir desta quinta (29/03), vai funcionar com um acervo de 25 mil livros e 900 filmes em uma área de 2.300 m².

Fonte: Prefeitura do RJ

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30