RIO DE JANEIRO, Rio de Janeiro - Na última quarta-feira, 6 de junho, foi oferecida uma palestra no Rio de Janeiro aos interessados em ingressar através de Concurso Público no Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional - IPHAN.

Igreja de N. Sra. do Rosário dos Homens Pretos, em Ouro Preto, MG. Monumento tombado pelo IPHAN em 1939 (Acervo RM)

A palestra foi ministrada pelo museólogo do Museu da República, Mestre em Arquitetura e Urbanismo, Andre Andion Angulo, no intuito de realizar um nivelamento de expectativas de um grupo de 35 participantes de diferentes formações acadêmicas, entre eles: museológos, historiadores, arquitetos e arqueólogos.

Aspectos com relação ao cotidiano dos servidores foram apontados pelo mediador, a exemplo do uso do Sistema Eletrônico de Informações (SEI) do IPHAN, base de atuação para os servidores da administração pública federal, ferramenta através da qual se desenvolve grande parte dos processos administrativos de órgãos vinculados a distintos Ministérios, como é o caso da Cultura e da Justiça.

Dúvidas
Um dos pontos mais questionados nesse primeiro encontro referiu-se à remuneração mensal. O mediador esclareceu com relação à avaliação da Gratificação por Desempenho de Atividade Cultural (GDAC) e os 20 'steps' da Progressão Funcional. Para exemplificar, Andre projetou o seu próprio contra-cheque como forma de demostrar o salário bruto e líquido no nível B, IV (que corresponde a aproximadamente 12 anos de serviço público).

Hoje, servidores de nível superior recebem salário inicial com valor bruto de R$ 5.035,00 (cinco mil e trinta e cinco reais), além de um acréscimo referente ao vale alimentação no valor de R$458,00 (quatrocentos e cinquenta e oito reais).

Metodologia do curso
Análises de provas dos concursos anteriores do IPHAN de 2005 e de 2009 fazem parte da metodologia do curso preparatório, bem como a apresentação e estudos voltados à legislação específica: Decreto-lei 25 de 1937 (que organiza a proteção do patrimônio histórico e artístico nacional); Programa Nacional do Patrimônio Imaterial (PNPI); Cartas Patrimoniais (voltadas à preservação de patrimônios culturais), etc.

Apresentações em Power Point se constituem como material didático do curso, além de documentos pontuais. A indicação de bibliografia específica é um dos carros-chefes do curso, visando o aprimoramento do candidato, aumentando de forma considerável a probabilidade de sucesso na pontuação da prova.

De acordo com recente divulgação, a organizadora do concurso do IPHAN será a CEBRASPE, ligada à CESPE, da Universidade de Brasília (UNB).

Ementa
- Panorama geral sobre o IPHAN (missão e desafios da autarquia)
- Atuação dos servidores do órgão federal
- PECC – Plano Especial de Cargos da Cultura, aspectos da remuneração (incluindo GDAC - avaliação e progressão)
- Aspectos gerais do Patrimônio Cultural Brasileiro e seus instrumentos (inventário de bens culturais; registro de patrimônio imaterial; chancela de paisagem cultural; arqueologia e o marco legal da área de patrimônio e museus)
- Dicas de estudos e a análise de questões de provas anteriores
- Abordagem de temas obrigatórios e “pegadinhas” de prova

Informações sobre o curso preparatório
Início das aulas: 25/06/2018, às 18:30h
Mediador: Andre Andion Angulo, museólogo do Museu da República, mestre em arquitetura e urbanismo (Currículo: http://lattes.cnpq.br/8665954542119973)
(Aprovado no concurso do IPHAN de 2005. Integrou a banca de provas de inúmeros concursos públicos)
Serão reservados 30 min ao final do curso (21:30h às 22h) para dúvidas particulares.
Valor: R$45,00 reais (até o dia 19 de junho)
Local: Espaço Moura - Rua Correa Dutra, 149 - Catete, próximo a estação de metrô do Catete - RJ
https://www.mouraespacomulti.com.br/unidade-catete
Pagamento via depósito bancário.
Maiores informações: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Fonte: divulgação por e-mail

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30