DISTRITO FEDERAL, Brasília - É com pesar que o Ministério da Cultura (MinC) recebeu, nesta quinta-feira (1°), a notícia do falecimento do produtor e diretor Pedro Rovai.

Foto: divulgação

Nascido em Ourinhos, interior de São Paulo, Rovai mudou-se para a capital paulista no final dos anos 50. Iniciou sua carreira como assistente de direção do filme "São Paulo, Sociedade Anônima", de Luiz Sérgio Person, em 1960. Em 1969, com seu primeiro longa, "Adultério à Brasileira", Rovai ganhou o Prêmio Molière e o Prêmio Governador do Estado de São Paulo.

O cineasta, que dirigiu e produziu vários longas e curtas-metragens durante a carreira – além de documentários e peças de teatro – ficou conhecido por mostrar a Amazônia ao público brasileiro, por meio do olhar da índia Tainá. É dele a produção dos longas "Tainá – Uma Aventura na Amazônia" (2000), "Tainá 2 – A Aventura Continua" (2005) e "Tainá – A Origem" (2013).

Rovai lutava contra um câncer e faleceu na madrugada desta quinta (1º). O Ministério da Cultura manifesta sinceros sentimentos de pesar à família, amigos, colegas e admiradores de seu trabalho.

Fonte: MinC

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31