BAHIA, Salvador - Nesta sexta-feira (06) os museus do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (IPAC) localizados no Pelourinho (Museu Tempostal, Museu Udo Knoff de Azulejaria e Cerâmica, Centro Cultural Solar Ferrão, além do LabDimus) promovem mais uma edição do 'Cortejo do Aniversariante'.


Foto: Ascom/ DIMUS

A celebração em torno do nascimento de Jesus Cristo vai percorrer, a partir das 15h30, as ruas do Centro Histórico sob a condução da etnomusicóloga Emília Biancardi ao som da Orquestra Museofônica, juntamente com os grupos Eterna Juventude e Quarteto de Sopro.

A atividade – que acontece pelo sexto ano consecutivo - tem saída do Centro Cultural Solar Ferrão (Rua Gregório de Mattos, 45, Pelourinho) e segue pelas principais ruas do bairro. “É uma atividade importante que marca a celebração do nascimento de Jesus e que promove a integração dos funcionários do IPAC com os grupos culturais, pessoas que trabalham e moram na localidade, além da participação dos transeuntes”, informa Fátima Santos, responsável pela Diretoria de Museus do Ipac (DIMUS).

A museóloga Jorma Souza, integrante da Orquestra Museofônica, explica o cortejo. “Essa atividade vem retomar a celebração do nascimento de Cristo que, às vezes, fica esquecido no Natal, pois nessa época muitas pessoas se voltam mais para a questão do consumismo, de comprar presentes, e esquecem o sentido do espírito natalino”, ressalta.

Considerada como um verdadeiro museu cênico, A Orquestra Museofônica foi criada em 2012 e surgiu a partir da ideia da museóloga Ana Liberato em criar uma orquestra com os colaboradores dos museus sob a direção da DIMUS/IPAC, objetivando um aprendizado sobre o manuseio e conhecimento de instrumentos musicais, suas possibilidades, musicalidades, histórico, restauração e a possível recriação.

Emília Biancardi é etnomusicóloga, professora, compositora, pesquisadora da música folclórica brasileira e especialista nas manifestações tradicionais da Bahia. Em viagens pelo mundo, adquiriu instrumentos em países da Europa, África, Américas e do Oriente e o seu interesse pelos instrumentos fez surgir a “Coleção de Instrumentos Musicais Tradicionais Emília Biancardi”, atualmente exposta no Centro Cultural Solar Ferrão, onde também funciona o Centro de Referência Emília Biancardi.

Fonte: Secult BA

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31