SANTA CATARINA, Florianópolis - Na tarde da última sexta-feira, 15, a Fundação Catarinense de Cultura (FCC) promoveu uma reunião em plataforma on-line para discutir o melhor futuro para a Galeria de Arte Pública, localizada sob a ponte Pedro Ivo Campos, em Florianópolis.


Foto: Lena Peixer

O objetivo foi identificar o os elementos gráficos existentes no local, com o intuito de definir qual melhor encaminhamento ao projeto de revitalização do espaço.

A passarela, que está em reforma, ganhará uma nova cara, uma vez que foi constatada a impossibilidade de restauração das obras ali localizadas, diante a deterioração do espaço e a decomposição dos trabalhos. O entendimento foi unânime e, com isso, o futuro do espaço será a composição de novos grafites, com o intuito de atrair diferentes artistas interessados em participar da arte pública, seja por meio de curadoria, concurso ou chamamento público.

“Vejo com muito bons olhos que Estado e sociedade civil estejam trabalhando na mesma linha, com uma visão prática e objetiva para aquele espaço. Por isso, estamos escutando todas as partes, para podermos elaborar um parecer”, explicou a presidente da FCC, Ana Lúcia Coutinho. O primeiro passo do projeto será a catalogação as artes existentes na galeria, com o registro em imagens e vídeos, a fim de preservar, ao menos digitalmente, a memória dos artistas. O trabalho será realizado pela Street Art Tour Floripa.

Para o artista grafiteiro Rodrigo Rizzo, “a ideia é que o espaço seja transformado em uma galeria viva, como o Beco do Batman, em São Paulo, com sobreposições ocorridas com o passar do tempo”, explicou. "Estamos muito felizes em tornar essa área pública para o uso dos grafiteiros”, afirmou Adalberto de Souza, da diretoria de fiscalização de obras e transporte da Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade (SIE).

Contribuíram com a discussão a arquiteta Fernanda Menezes, da SIE; a arquiteta Ingrid Zandomênico, do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Florianópolis (IPUF); Mary Benedet, diretora de Arte e Cultura da FCC; Arturo Valle Junior e Marina Tavares, do Studio de Ideias, representantes da Street Art Tour Floripa; e Lena Peixer, administradora do Museu Histórico de Santa Catarina.

Curiosidade
O grafite é um movimento organizado nas artes visuais em que o artista cria uma linguagem intencional para interferir na cidade, aproveitando os espaços públicos para uma crítica social. Vindo dos Estados Unidos, o grafite chegou ao Brasil no final dos anos 1970.

Fonte: FCC

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31