DISTRITO FEDERAL, Brasília - Foi nomeado nesta segunda-feira, 1º de agosto, o novo diretor do Departamento de Patrimônio Imaterial do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), o advogado Hermano Queiroz.

Nascido em Palmeiras, na Bahia, Hermano Queiroz é mestre em Preservação do Patrimônio Cultural pelo programa de pós-graduação do Iphan e especialista em Direito pela Escola de Magistrados da Bahia. Atuou no Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac), entre 2012 e 2016, nas funções de Diretor de Projetos, Obras e Restauro; Diretor de Preservação do Patrimônio Cultural; analista técnico/advogado e como Consultor Jurídico. Também lecionou na Faculdade de Artes, Ciências e Tecnologias da Bahia (Facet/BA).

Entre as publicações e artigos acadêmicos no tema do patrimônio cultural de autoria de Hermano Queiroz estão A Proteção Constitucional das Pequenas Áfricas no Brasil: o registro de lugar como instrumento hábil à proteção dos terreiros de candomblé; O Poder do Judiciário na Determinação dos Usos Específicos De Bens Culturais à Luz da Experiência do Hotel da Bahia: a comunhão entre o material e o imaterial garantindo direitos; O Registro como Instrumento de Defesa de Direitos: Dilemas e Desafios da Salvaguarda de Bens Culturais Imateriais do Brasil e os 15 Anos da Política de Preservação Inaugurada pelo Decreto Presidencial 3.551/2000; Práticas Legislativas Demolidoras do Patrimônio Cultural Brasileiro: A Revogação do Direito de Preferência e a Desestruturação da Ordem Jusculturalista do Decreto-Lei 25/1937.

Fonte: Iphan

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31