DISTRITO FEDERAL, Brasília - O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) efetuou depósito dos pagamentos aos ganhadores do edital Prêmio Pontos de Memória e do Prêmio Modernização de Museus – Microprojetos de 2014.

Os recursos, que somam mais de R$ 1,8 milhões, só foram possíveis devido à ampliação financeira acordada pelo ministro da Cultura, Marcelo Calero, com o presidente Michel Temer, que garantiu o aporte de R$ 236 milhões, que serão destinados ao Ministério da Cultura (MinC) em parcelas mensais até o fim do ano.

O prêmio Pontos de Memória busca reconhecer iniciativas de práticas museais e de processos dedicados à memória social que se identifiquem com a perspectiva da museologia social, da diversidade sociocultural e da sustentabilidade. É voltado a grupos étnicos-culturais tais como indígenas, afrodescendentes, ciganos, ribeirinhos, quilombolas, rurais, urbanos, de periferia, cultura litorânea e comunidades brasileiras no exterior, entres outros. Nesta edição, foram premiadas 30 iniciativas, sendo duas no Centro-Oeste, uma no Sul, uma no Norte, 14 no Nordeste e 12 no Sudeste.

O Prêmio Modernização de Museus – Microprojetos selecionou 18 iniciativas voltadas à cultura, memória e patrimônio, para modernização dos espaços museais. Foram três ganhadores no Nordeste e no Sul, dois no Norte, um no Centro-Oeste e nove no Sudeste.

Fonte: Ibram/MinC

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31