18 Maio 2021 - Dia Internacional dos Museus

Margareth Monteiro [1] 

O Futuro dos Museus: Recuperar e Reimaginar foi o tema escolhido pelo Conselho Internacional de Museus – ICOM para celebrar o Dia Internacional dos Museus neste ano de 2021, um tema propício à reflexão sobre os novos rumos e novas perspectivas mediante o caos que assola o mundo todo. Um ano já se passou, a Pandemia causada pela COVID-19 se mantém e ainda não conseguimos nos adaptar inteiramente aos novos hábitos e comportamentos. Continuamos buscando por meio dos avanços tecnológicos, meios acessíveis para a manutenção de serviços essenciais e o alcance da promoção e difusão museal.

Muitos questionamentos se embaralham entre o distanciamento que se fez necessário e o vigor tão comum dos museus. Faço uso aqui de uma vivência de quase quatro décadas para rememorar tempos saudosos em que se sentia o calor dos espaços expositivos ocupados por tantos espectadores em diálogo com as coleções, ao mesmo tempo o dinamismo da equipe técnica na organização e realização de atividades educativas e culturais, uma movimentação ativa nas ações de inclusão social. Afinal, em um lugar de memória e conhecimento, a empatia com os profissionais e os acervos demandam proximidade. Até quando podemos prever a sobrevida de um museu sem o seu público visitante e usuários e não partilharmos novas práticas de criação de valor, novos modelos de negócio e soluções inovadoras para os desafios sociais e econômicos? O fato é que a atualidade só permite que essas portas se abram para visitas em janelas de ambientes virtuais.

Sobre o trabalho remoto, muitas ferramentas já eram utilizadas antes da Pandemia. A migração para o trabalho a distância era apenas uma questão de tempo, encurtado em função da velocidade de adaptação ao novo cenário. Temos assistido em semanas, implementações de transformações digitais que poderiam levar anos. Essa realidade fez com que diversas empresas proporcionassem maior flexibilidade e melhor qualidade de vida para seus funcionários.

Nesse sentido, precisamos sim pensar no futuro dos museus, recuperar a sua visibilidade e fortalecer a sua imagem como agente de mudança social e formação de multiplicadores, bem como reimaginar os conceitos e a prática de sua missão. A responsabilidade das instituições museais na formação da cidadania, na preservação da memória e construção identitária das comunidades em que estão inseridas, está a cargo do profissionalismo e criatividade de suas equipes.
O dia 18 de maio – Dia Internacional dos Museus, registra não só a 19ª Semana Nacional de Museus, com atividades propostas mundialmente pelos, no período de 17 a 22 de maio, mas também o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes e o Dia Nacional da Luta Antimanicomial, datas que poderiam ser incluídas nas programações dos museus, levando em conta a sua função social.


[1] Ex-Chefe da Divisão Técnica do MDINC. Ex-Diretora do MDINC. Secretária Municipal de Cultura e Patrimônio de Ouro Preto, MG.


Entre em contato conosco!

Envie seus comentários, críticas e elogios sobre esse artigo para o email Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. .

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31