Dia Internacional dos Museus 2022

Pedro Mastrobuono [1] 

Tema escolhido pelo Conselho Internacional de Museus – ICOM para o Dia Internacional dos Museus neste 18 de maio, o Poder dos Museus nos leva a pensar sobre as dimensões do seu poder de transformação. Dois anos após uma pandemia que atingiu o mundo e que fez a todos nos readequarmos a novas rotinas, os museus voltam, em 2022, a receber seus públicos sob a luz dessa reflexão.

Este ano, além da comemoração do Bicentenário da Independência do Brasil, celebramos também o centenário da Semana de Arte Moderna, dois marcos importantes, político e cultural, na busca de uma identidade nacional, brasileira.

2022 marca também os 50 anos da Declaração da Mesa Redonda de Santiago do Chile (Icom), que tratou sobre o papel dos museus no desenvolvimento da sociedade e foi decisiva para a fundação de uma nova imaginação museal no Brasil.

Além disso, este ano celebramos também os 20 anos da Semana Nacional de Museus – iniciativa orquestrada pelo Ibram que visa agregar museus, profissionais e comunidades museais de todo o país para criar e compartilhar ações voltadas ao diálogo com os seus públicos e territórios, fortalecendo o reconhecimento e a visibilidade dos aparelhos culturais.

Ao longo de suas vinte edições anuais, a Semana Nacional de Museus contabiliza 14.358 participações e aproximadamente 43.544 eventos realizados em todo o território nacional.

Durante a Vigésima Semana Nacional de Museus vamos celebrar juntos o Poder dos Museus conectados à vida, à memória, à saúde, à cultura, à arte, à ciência, ao passado, ao presente e ao futuro; em síntese: ao amor e sua potência transformadora.

Os museus vêm se mostrando instituições capazes de se reinventar em momentos de crise, ao longo dos tempos históricos, ao qual podemos perceber seu poder de auxiliar as sociedades a se reconhecerem e transformarem as suas realidades.

O Poder dos Museus está presente em suas ações de pesquisa, preservação, conservação, educação, comunicação, ação cultural, gestão, inovação tecnológica, cumprimento de suas funções sociais e criação de repertórios para o futuro. Os museus são construtores de futuro e por isso são poderosos.

O Poder dos Museus está principalmente no seu papel de agentes sociais e espaços que transformam vidas.


[1] Presidente do Instituto Brasileiro de Museus - Ibram.


Entre em contato conosco!

Envie seus comentários, críticas e elogios sobre esse artigo para o email Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. .

Os artigos e reportagens assinadas não refletem necessariamente a opinião do website, sendo de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31