Documentos Preciosos com Selos Pendentes - proposta de acondicionamento

[*] 

Ana Virginia Pinheiro e Fernando Menezes Amaro [**] 

Resumo

Descreve a concepção e o desenvolvimento de embalagens para documentos manuscritos com selos pendentes, disponíveis no acervo da Divisão de Manuscritos da Fundação Biblioteca Nacional brasileira, de modo a atender às políticas de preservação e de desenvolvimento de coleções documentais consagradas na literatura técnica e científica.  Discorre sobre a importância do selo, como o mais importante sinal de autenticidade e validação de diplomas, e sobre a fragilidade da matéria em que alguns eram cunhados, justificando a salvaguarda do conjunto que compõe o documento - selo, diploma (suporte de escrita) e cadarço.

Patrimônio da cidade histórica do Serro é entregue restaurado em 2005

A restauração de obras de artes e do patrimônio arquitetônico no Brasil vem se destacando dentro do cenário cultural nos mais diversos estados do país. Nesta edição, o Revista Museu traz até o leitor a mais recente obra entregue à comunidade do Serro, terra natal do escultor Mestre Valentim e de Teófilo Ottoni, na região de Minas Gerais.

Localizada a cerca de 30 minutos de Diamantina, a histórica cidade do Serro, marco dentro da história do Brasil pela exploração do ouro e diamantes na região, conhecida antigamente como Vila do Príncipe, se perpetua da forma mais genuína, com uma harmoniosa convivência entre as marcas de seu esplendoroso passado colonial e a atual realidade do século XXI.

A Inconfidência Mineira foi um dos grandes movimentos precursores da independência brasileira, ocorrido em 1789, e que teve como mártir, Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes.

No intuito de ressaltar o heroísmo dos Inconfidentes, era criado em Ouro Preto, na 1ª metade do século XX, no prédio onde funcionou a Casa de Câmara e Cadeia de Vila Rica (antiga capital da região), o Museu da Inconfidência.

O Museu da Inconfidência, localizado na cidade de Ouro Preto, MG, mantém praticamente as mesmas características de distribuição de acervo e do circuito da exposição desde 1944, quando abria suas portas ao público, nas comemorações do bicentenário do poeta inconfidente Tomás Antônio Gonzaga.

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31