slide poem app covid19 700px

O Laboratório de Poéticas Fronteiriças (http://labfront.tk), através de seus membros (prof. Dr. Pablo Gobira, da Escola Guignard e do PPGArtes/UEMG e o Mestre em Artes pelo PPGArtes/UEMG, Antônio Mozelli), participam da exposição “Prospecções afetivas: em tempos de pandemia”, sob curadoria de Artur Cabral, do Medialab da Universidade de Brasília (UnB). O LabFront expõe a obra “Covid-19”, um poema aplicativo (Poem App) criado para ser uma instalação interativa em realidade aumentada, agora adaptado para o contexto web da exposição “Propecções afetivas”.

A exposição “Prospecções Afetivas: Em Tempos de Pandemia” é uma exposição digital produzida pelo MediaLab/UnB com apoio do Instituto de Artes (IdA) da UnB e do Departamento de Artes Visuais (Vis) da UnB. A abertura aconteceu no dia 16 de maio de 2020, com Performances de Live Coding de acordo com a programação e continua exposto indefinidamente no endereço abaixo.

A ficha técnica completa dos artistas participantes e as obras em exposição podem ser encontradas neste link: https://prospeccoesafetivas.medialab.unb.br/PoemAPP

Sobre a exposição

O que afetamos e o que nos afeta? É na relação de forças entre arte e sociedade, numa conjunção e acoplamento entre signo e poder, que se combinam com uma filosofia da resistência pelo afeto. A proposta dessa exposição são afeições que surgem nas diferentes propostas artísticas, muitas das quais percebidas nas sensações midiatizadas que estão disponíveis na atualidade, mas também na passagem pelas percepções sensoriais de cada obra exposta aqui.

A curadoria buscou atrair forças ao invés de reproduzir e inventar formas de arte. Essa proposta, também, se distancia do assédio que continuamos recebendo das mídias digitais interativas, para que continuemos consumindo, para salvar o capitalismo tardio. Nossas casas não são mais somente espaços de convivência familiar.

Estamos vivendo um novo ciberespaço, além do que já foi imaginado pela ficção científica e que encontramos na literatura. No redesign de um novo espaço de colaboração, no qual podemos nos encontrar para compartilhar ideias com arte, design e tecnologia é que a exposição intitulada Prospecções Afetivas apresenta aventuras insurgidas em tempos de pandemia.

Suzete Venturelli, 2020

 

tela app covid19Sobre o PoemAPP "COVID-19"

  • Um poema digital em realidade aumentada -PoemAPP "Covid-19" é uma instalação interativa em forma de poema digital que se utiliza de mecanismos de realidade aumentada, desenvolvido por Pablo Gobira e Antônio Mozelli, como resultado dos projetos de pesquisa e desenvolvimento "Literacia digital da arte digital: a arte produzindo novas realidades na educação básica" e "Novas realidades: interfaces artísticas e construção de realidades", dentro do grupo de pesquisa e extensão Lab|Front durante o ano de 2020.
  • Mais informações sobre o mesmo também podem ser encontradas em: https://labfront.weebly.com/covid-19.html .
  • Você poderá instalar o aplicativo em seu smartphone com sistema operacional Android, para poder ver e interagir com o poema. O aplicativo poderá ser encontrado neste link: https://prospeccoesafetivas.medialab.unb.br/PoemAPP

 

Sobre os Idealizadores

  • Lab|Front é um grupo de pesquisa, de desenvolvimento e inovação (CNPq/UEMG) que se propõe problematizar as/nas fronteiras. O Lab|Front busca consolidar uma área de pesquisa - produção artística e teórica - nas diversas fronteiras: dos saberes, das linguagens artísticas, do conhecimento científico e tecnológico. Como grupo que estuda/pratica o que está na fronteira, elege a estratégia de reconhecer e estudar conflitos existentes nesses fronts. O Lab|Front se ocupa do que é gerado (produzido, provocado, construído, escondido, criado etc.) nas bordas e através delas. Ocupa-se dos conflitos próprios na construção dos saberes e das linguagens: no conhecimento do ser humano (e seu corpo), do território (das ecologias diversas das cidades e seus espaços urbanos), do jogo (e a <<gamificação>> da vida), da arte (e a <<arteficação>> da vida) dentre outros campos e conflitos gerados em lugar fronteiriço.
  • Pablo Gobira é professor da Escola Guignard (UEMG), do PPGArtes (UEMG) e do PPGGOC (UFMG). Membro pesquisador e gestor de serviços da Rede Brasileira de Serviços de Preservação Digital (IBICT/MCTIC). Coordenador do grupo de pesquisa (CNPq) Laboratório de Poéticas Fronteiriças [http://labfront.tk]. Escritor e editor dos livros: "A memória do digital e outras questões das artes e museologia" (EdUEMG, 2019), "Percursos contemporâneos: realidades da arte, ciência e tecnologia" (EdUEMG, 2018) dentre outros livros e artigos. Atua: na curadoria, criação e produção no campo da cultura, artes digitais e ciências; como professor em cursos de fronteira como o Curso de Engenharia de Máquinas Biológicas (UFMG, UEMG, UFV e Newton Paiva); curadoria de bienal, exposições e residências artísticas. É coordenador do Programa Institucional de Extensão (UEMG) Direitos à Produção e ao Acesso à Arte e à Cultura.
  • Antônio Mozelli é mestre em Artes (UEMG). Possui graduação em Ciência da Computação pela Universidade FUMEC e graduação no Bacharelado em Artes Plásticas na Escola Guignard, UEMG. Atualmente desenvolve pesquisa e trabalhos no campo das artes digitais e explora a utilização de realidade virtual em ambientes de imersão interativa e inteligência artificial. É integrante do grupo de pesquisa (CNPq) Laboratório de Poéticas Fronteiriças [Lab|Front].

  

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30