ITÁLIA, Veneza - Cartazes foram colocados em uma praça do bairro de Castello, o maior e mais ao leste de Veneza, para protestar contra o turismo de massa na cidade.

Os papéis continham frases em inglês pedindo para os turistas irem embora, indicando que sua presença destruía a região, e haviam aparecido na manhã da última quarta-feira (17), sendo removidos logo em seguida.

Mesmo assim, foi o suficiente para reacender o debate sobre a difícil relação entre Veneza e os milhões de turistas que recebe todos os anos. Situado próximo à superlotada praça San Marco, Castello é um dos poucos bairros onde a comunidade local ainda consegue sobressair.

Atualmente, a lagoa de Veneza conta com 55 mil habitantes, número que deve cair para 54 mil nos próximos meses. Em média, 2,6 moradores abandonam a cidade a cada dia.

Fonte: Agência ANSA

Agenda