BRASIL, Belo Horizonte - Diretor de Ação Cultural, Fernando Mencarelli vai compartilhar a experiência de gestão da área na relação com saúde e bem-estar


Espetáculo 'De onde nascem as margens', apresentado por alunos de Teatro no Centro Cultural UFMG (Divulgação)

A UFMG participará da primeira cúpula da União Europeia (UE) dedicada ao tema Universidade e cultura, que será realizada nas próximas segunda e terça-feira, 29 e 30 de março, em ambiente online.

Organizado pelos Ministérios da Cultura e da Educação de Portugal e pela Universidade do Porto, o University & Culture European Summit vai mapear as práticas culturais e debater o papel crucial e democrático que as artes podem desempenhar no reposicionamento das universidades da UE no mundo, especialmente em um contexto de reforma pós-covid-19.

O diretor de Ação Cultural da UFMG, Fernando Mencarelli, vai compor o painel sobre as relações entre artes, saúde e bem-estar, programado para terça-feira, 30, às 11h30 (horário de Brasília). Ele vai apresentar o trabalho da Universidade na área, sob a perspectiva do tema do debate.

A cúpula foi proposta por Portugal, que ocupa a presidência do Conselho da União Europeia, por meio do Plano Nacional das Artes. Segundo Mencarelli, as relações da UFMG com instituições e pesquisadores portugueses são de longa data, e as agendas são muito alinhadas, o que reforça a importância da participação da DAC no evento. “Alegra-nos muito poder partilhar o trabalho que a UFMG vem desenvolvendo neste momento em que Portugal está na presidência da comunidade europeia e propõe essa primeira cúpula. Será uma grande oportunidade de trocarmos pensamentos e experiências do campo da cultura e das artes em particular, fundamentais para a conformação da universidade contemporânea”, ressalta.


Mencarelli: valores como resposta à crise (Divulgação: UFMG)

O diretor comenta ainda que as múltiplas crises e transformações pelas quais o mundo passa têm sua face cultural. “As respostas que damos ou não damos a essa crise profunda são feitas em torno de valores, modos de viver e de pensar tecidos no campo da cultura. As universidades do mundo todo têm buscado formas para enfrentar esses desafios”, afirma Mencarelli.

As discussões da cúpula serão dedicadas também aos temas Acesso democrático ao patrimônio, expressões e experiências artísticas; As artes como estratégia: prestando atenção ao outro; Uma visão de mundo científica e artística; Integração das experiências artísticas aos currículos das instituições de ensino superior; Os museus no coração da universidade e As artes como um motor para o desenvolvimento comunitário e regional.

A programação de debates, palestras e intervalos culturais está no site da cúpula, por onde será transmitido o evento. Será possível também acompanhar pelo Youtube.

Transversalidade da cultura
Na última terça-feira, 23, Fernando Mencarelli participou de um debate online no qual falou sobre o tema Transversalidade da cultura nas universidades. A conversa integrou o Ciclo de conversas sobre políticas de cultura para a Unicamp, em que foram discutidas as formas de gestão cultural em universidades públicas. A gravação está disponível no canal da Diretoria de Cultura da Unicamp no YouTube.

Mencarelli destacou o momento de crise no país e a importância de garantir o lugar da cultura na sociedade. “O direito à vida em primeiro lugar e nenhum direito a menos conformam o horizonte da nossa pauta, em que o trabalho no campo cultural é reconhecido como parte fundamental da produção de conhecimento, do planejamento estratégico e das ações que nos farão atravessar esse momento fortalecidos no projeto de um país democrático e socialmente justo”, afirmou.

O diretor de Ação Cultural propôs reflexões sobre formas de as universidades públicas contribuírem para a difusão e a garantia dos direitos culturais. Ele citou algumas experiências da DAC que abordam questões transversais aos âmbitos das políticas públicas, dos diferentes territórios e da concepção de uma pluralidade epistêmica. Uma delas é a Formação Transversal em Culturas em Movimento e Processos Criativos, conjunto de atividades acadêmicas curriculares desenvolvidas em integração com a Pró-reitoria de Graduação da UFMG. Outra foi o lançamento recente da Bolsa de Fomento à Criação, que estimulou os estudantes da UFMG a produzirem obras artísticas, ensaísticas ou literárias sobre as implicações socioculturais da pandemia de covid-19. A iniciativa conjunta com a Pró-reitoria de Assuntos Estudantis da UFMG recebeu 542 inscrições de alunos dos mais diferentes cursos da universidade. Os trabalhos contemplados estão disponíveis no site do Festival de Verão.

Fonte: UFMG - Assessoria de Comunicação da DAC

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31