BRASIL, Salvador - Premiado na linguagem de artes visuais do Prêmio Das Artes Jorge Portugal, da Fundação Cultural do Estado, através do Programa Aldir Blanc Bahia, o livro “Maré de Agosto”, do artista visual baiano Mateus Morbeck, recebeu menção honrosa no PX3 – Prix de la Photographie 2021 em Paris, na França

O concurso PX3, também conhecido como Prêmio de Fotografia de Paris, objetiva promover a apreciação fotográfica, descobrir talentos emergentes e apresentar fotógrafos do mundo inteiro à comunidade artística. Criado em 2007, tornou-se um dos prêmios de fotografia mais prestigiados da Europa.

A publicação remonta o mês de agosto de 2019, mês em que a Bahia e outras regiões do país, especialmente na região nordeste, registrou um dos maiores crimes ambientais em extensão que se tem notícia no país, com o derramamento de óleo no litoral brasileiro.

“Maré de Agosto” trata-se de uma publicação híbrida que para além dos registros fotográficos, traz também reflexões visuais sobre a tragédia e o que o artista vivenciou no período. “O projeto foi pensado como um livro que sua grande maioria seria para doação, justamente para que pudesse o maior público possível ter acesso, e no momento que a gente consegue o reconhecimento internacional, a gente vê que realmente o trabalho segue um caminho importante, não só do registro do que aconteceu, mas para que se evite que aconteça novamente. Esse reconhecimento vem para coroar a trajetória desse projeto que começou com o registro do derramamento do óleo e depois passou por todo o processo de maturação e elaboração”, conta Mateus.

Desenvolvido no âmbito do Projeto Ativa Atelier em parceria com a editora Origem e apoio do Grupo Guardiões do Litoral, “Maré de Agosto” foi lançado em março deste ano, através da premiação realizada pela Funceb. “A Lei Aldir Blanc, através da Funceb, veio para potencializar o alcance do projeto que era pensado inicialmente numa escala bem menor, e acabou se desdobrando a partir de várias outras perspectivas, como audiobook acessível, o site, o e-book, o lançamento do livro com uma mesa redonda sobre arte e meio ambiente, então diversos projetos correlatos que só foram possíveis graças ao apoio da Funceb”, conta o autor.

Foto: divulgação

A maioria dos exemplares físicos já foram doados e alguns ainda encontram-se disponíveis para venda com o autor. O e-book e o audiobook, além de todas as informações do projeto podem ser encontradas no site www.livromaredeagosto.com e no instagram https://www.instagram.com/mateusmorbeck_art/

“É importante não apenas pela premiação em si, mas pela possibilidade de expandir cada vez mais o alcance desse conteúdo. Esse é um tema que é muito importante, que não pode ser de maneira nenhuma esquecido, em que pese ter sido um evento pontual no Nordeste em 2019, situações como essas, reiteradas vezes acontecem e têm acontecido com maior freqüência. Transpor essa fronteira mostrando os impactos desses eventos e o que a gente tem feito efetivamente com o meio ambiente é algo que é muito importante. Dessa maneira, o livro e o projeto atingem seu pleno objetivo”, finaliza o artista visual Mateus Morbeck.

O projeto tem apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura e da Fundação Cultural do Estado da Bahia - Funceb (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultural do Ministério do Turismo, Governo Federal.

Fonte: SecultBA

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31