ÍNDIA, Nova Déli - A ioga, uma das práticas mais antigas da Índia e do Oriente, foi declarada nesta quinta-feira (1º) como Patrimônio Imaterial da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e a Cultura (Unesco). As informações são da Agência  ANSA.

A decisão foi tomada por 24 membros do Comitê Intergovernamental da entidade, durante sua reunião anual, realizada em Adis Abeba, na Etiópia, e que acontece até 2 de dezembro. A Unesco considerou que essa prática e a filosofia a ela ligada "influenciou numerosos aspectos da sociedade, que abramgem desde a saúde e a medicina até a educação e as artes".

A Unesco destacou ainda a "unificação da mente, do corpo e da alma para melhorar o bem-estar mental, físico e espiritual das pessoas". Em comunicado divulgado em Nova Délhi, o Ministério da Cultura da Índia agradeceu pela decisão e recordou que a ONU já havia estabelecido em 2014 a data de 21 de junho como "Dia Internacional da Ioga".

Desta forma, a prática se tornou o 13º patrimônio imaterial indiano, seguindo a Dança Chhau (2010), o canto budista de Ladakh (2012), o canto ritual Sankirtana e a dança de Manipur (2013) e o artesanato de cobre de Thathera de Punjab (2014).

Fonte: ANSA

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31