EUA, Boston - Os Estados Unidos comemoraram nesta segunda-feira (29) o centenário do nascimento do ex-presidente John F. Kennedy, assassinado em 22 de novembro de 1963, aos 46 anos.

Considerado uma das figuras mais icônicas da política norte-americana, Kennedy recebeu diversas homenagens ao longo do dia, que também marcou o "Memorial Day" ("Dia da Memória"), que relembra todas as pessoas que morreram lutando pelas Forças Armadas dos EUA.

O deputado Joe Kennedy III, sobrinho-neto do ex-presidente, discursou em uma cerimônia em Washington e disse à agência "Associated Press" que muitos de seus colegas entraram na vida pública por causa de JFK.

Já a Biblioteca Presidencial John F. Kennedy, em Boston, fez uma festa de aniversário com direito a bolo e a presença da Marinha. Na última sexta-feira (26), o local já havia inaugurado uma mostra com 100 objetos originais do ex-mandatário.

Kennedy foi presidente dos EUA de janeiro de 1961 até ser assassinado, em 22 de novembro de 1963, durante uma carreata em Dallas, no Texas. Ele estava em carro aberto e foi baleado por Lee Harvey Oswald, morto a tiros por um transeunte dois dias depois enquanto era transferido de cadeia.

O crime e o consequente assassinato de seu autor viraram tema de diversas teorias conspiratórias ao longo dos anos, apontando para um suposto complô para matar Kennedy e para a inocência de Oswald, que seria apenas um bode expiatório.

Fonte: ANSA

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31