BRASIL, Rio de Janeiro - O jornal espanhol El País traz em sua edição deste domingo (5) uma matéria onde fala sobre a exposição de obras de artes apreendidas pela polícia na Operação Lava Jato.

Segundo a reportagem, a mais recente leva de obras que desembarcou no prédio da capital curitibana projetado por Oscar Niemeyer é composta de 131 telas, todas pertencentes ao ex-diretor da Petrobras, Renato Duque. São pinturas de Picasso, Dalí, Miró, Oiticica, Vik Muniz, Djanira, Heitor dos Prazeres e Renoir. Um luxo!

El País relata que como elas ainda estão sob estudo e quarentena, o MON ainda não sabe quando essas obras de Duque serão expostas. O museu também não divulga o valor dos quadros. "A importância das obras é de valor cultural", diz Juliana Vosnika, diretora-presidenta do MON. "É um lote de valor inestimável".

O Museu Oscar Niemeyer foi inaugurado em 2002, e marca a descentralização do circuito Rio-São Paulo de arte. O prédio de 35.000 metros quadrados de área foi projeto pelo arquiteto homônimo em 1967 e, até 2001, abrigava secretarias de estado. No início deste ano, o museu registrou recorde de visitação, como mais de 33.000 visitantes em janeiro, 40% a mais que no mesmo período do ano passado.

Fonte: Jornal do Brasil

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31