BRASIL, Brasília - Foi publicado, no último dia 16, a resolução da Categoria I do Fundo Ibermuseus para o Patrimônio Museológico, edição 2019.

Oito solicitações de instituições da Argentina, Brasil, Chile e Colômbia foram aprovadas para receber recursos financeiros para ações preventivas por meio de diagnósticos (ações para identificação de riscos, desenvolvimento de planos de gestão de riscos, modelos de gestão de conservação preventiva e capacitação em qualquer dessas áreas) ou planos de intervenção (ações para tratar riscos. O plano deve ser elaborado a partir da identificação do risco ou problema, indicando a parte da coleção que está afetada, o impacto negativo em termos de perda de valor cultural, proposta de mitigação e meios de verificação).

Um total de US$ 30 mil dólares será alocado para atender às demandas imediatas dos museus, sendo US$ 18 mil para ações preventivas (categoria I). Os beneficiados do Fundo Ibermuseus são: o Museu Comunal Peyrano (Argentina); o Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Brasil); os Museus Raymundo Ottoni de Castro Maya e Museu do Açude (Brasil); a Universidade Federal do Ceará (Brasil); o Museu do Diamante (Brasil); o Museu do Índio (Brasil); o Museu Gabriela Mistral de Vicuña (Chile); e o Instituto Caro y Cuervo em convênio com a Universidade dos Andes (Colômbia).

O Museu do Açude/Ibram teve o valor aprovado de US$ 2.000 (dois mil dólares) para realizar os estudos de engenharia e projetos de contenção. A unidade museológica foi contemplada para ações preventivas por meio dos planos de intervenção.

Quanto ao Museu do Diamante/Ibram, o valor aprovado foi de US$ 2.500 (dois mil e quinhentos dólares) para contratar consultoria para elaboração das fases 2 e 3 do plano de gestão de riscos do museu. Segundo a diretora do Museu do Diamante, Sandra Martins Farias, a finalização do plano de gestão de riscos ao acervo musealizado é um marco no campo da preservação de bens culturais, visto sua eficácia como metodologia de identificação, análise e combate aos riscos que ameaçam e comprometem a segurança dos bens culturais musealizados.

O prazo para a apresentação de solicitações na categoria II (situações de emergência) é 1° de dezembro de 2019.

Acesse aqui mais informações sobre o Fundo Ibermuseus edição 2019.

Fonte: Ibram

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31