ITÁLIA, Roma - O papa Francisco pediu hoje (25) esperança "para todo o continente americano, onde várias nações passam por período de agitação social e política" e incentivo ao "povo venezuelano, há muito afetado por tensões".

Durante a tradicional mensagem de Natal, apresentada da varanda da Basílica de São Pedro, o papa falou dos conflitos no mundo e lembrou as "trevas" nos corações humanos, nos relacionamentos pessoais e familiares, e nos conflitos econômicos, geopolíticos e ecológicos

Ele desejou coragem ao povo venezuelano, há muito afetado por tensões políticas e sociais, para que receba a ajuda que precisa. Pediu que sejam abençoados "os esforços de todos aqueles que ajudam a favorecer a justiça e a reconciliação e se empenham em superar as várias crises e as inúmeras formas de pobreza que ofendem a dignidade de cada pessoa.

Sobre os conflitos atuais, o papa citou a guerra na Síria, a situação no Líbano e no Iraque. Também incluiu as pessoas que são perseguidos por causa da fé, "especialmente os missionários e os fiéis sequestrados, e os que são vítimas" de ataques de "grupos extremistas, especialmente em Burkina Faso, Mali, Níger e Nigéria".

Na tradicional mensagem "Urbi et Orbi" na Praça de São Pedro, o papa Francisco recordou "as numerosas crianças atingidas pela guerra e pelos conflitos no Medio Oriente e em diversos países do mundo".

Fonte: Agência Brasil e RTP (com informações da Emissora pública de televisão de Portugal)

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30