RIO DE JANEIRO, Rio de Janeiro - Há mais de 30 anos sem programação permanente e fechado desde 2013, o Teatro Serrador, na Cinelândia, um dos mais tradicionais do Rio, será reinaugurado nesta quinta-feira (7/01), às 19h, com apresentação especial. A atriz Bibi Ferreira volta ao palco em que estreou como artista, em 1941, para cantar sucessos de Frank Sinatra. O teatro, que foi o último empreendimento do empresário Francisco Serrador, recebeu uma reforma completa, com renovação de poltronas, camarins e infraestrutura.

O Serrador passa a fazer parte dos equipamentos culturais da Secretaria Municipal de Cultura e oferecerá programação permanente a partir deste mês. Para comemorar sua reabertura, dois grandes espetáculos entrarão em cartaz na casa, com a ocupação artística da Aquela Cia. No dia 15, estreia a peça "Laio & Crísipo", com texto de Pedro Kosovski e direção de Marco André Nunes. No dia 19, será encenado o espetáculo "Caranguejo Overdrive".

O Teatro Municipal Serrador fica na Rua Senador Dantas, 13.

 

Fonte: Prefeitura do RJ

(Nota do editor: notícia originalmente publicada em 04/01/2016 - 32 visitas até 11:47h)

RIO DE JANEIRO, Rio de Janeiro - Começou nesta segunda-feira (4), a Colônia de Férias do Museu da República/Ibram. A atividade comemora, em 2016, 30 anos. Desde 1986 o Museu desenvolve, gratuitamente, trabalhos com grupos de 40 crianças, de 7 a 11 anos, sempre pautadas no patrimônio material e imaterial, memória e museu. Os temas são trabalhados através de oficinas lúdico pedagógicas, dinâmicas de grupo e muitas brincadeiras.

Neste ano o tema escolhido é Olimpíadas no Museu, sobre os jogos olímpicos que serão realizados no Rio de Janeiro, para despertar nas crianças a importância dos esportes como instrumento para o desenvolvimento social e educativo.

Durante as duas semanas da Colônia, de 4 a 15 de janeiro, as crianças além de conhecerem o Museu e seu Jardim Histórico, vão participar de uma olimpíada com campeonatos de diversas modalidades, como: jogo de argola, boliche, dança da laranja, jogos de memória, quebra-cabeça com obstáculos, cabo de guerra, corrida maluca, peteca e vôlei com lençol.

Além dessas modalidades, quase olímpicas, as crianças farão passeios até o Maracanã, Escola de Educação Física e ao Museu dos Esportes no Forte São João, na Urca.

Eles farão também aquecimentos, relaxamentos, atividades de artes plásticas, jogo da palavra, assistirão filmes e farão os convites para a festa de encerramento.

No final da Colônia serão entregues medalhas e diplomas.

Este ano a Colônia de Férias do Museu da República terá a participação da empresa Saúde Total Serviços Relacionados à vida Eireli-me, que é ligada à saúde humana e atividades de condicionamento físico.

 

Fonte: Ibram

(Nota do editor: notícia originalmente publicada em 04/01/2016 - 30 visitas até 11:53h)

MINAS GERAIS, Belo Horizonte -  Estão abertas, até 2 de fevereiro, as inscrições para o processo seletivo do curso de mestrado em Ambiente Construído e Patrimônio Sustentável da Escola de Arquitetura da UFMG. Vinte e quatro vagas serão distribuídas entre as três linhas do programa: Conservação e Bens Culturais, Gestão do Patrimônio no Ambiente Construído e Tecnologia do Ambiente Construído.

Os documentos exigidos devem ser enviados por Sedex para a secretaria do Colegiado do mestrado. Os formulários e o edital do processo estão disponíveis no site da Escola de Arquitetura.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (31) 3409-8874 ou pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Fonte: UFMG

(Nota do editor: notícia originalmente publicada em 04/01/2016 - 40 visitas até 11:58h)

RIO DE JANEIRO, Rio de Janeiro - A Fundação Cultural Alfredo Ferreira Lage (FUNALFA), sediada em Juiz de Fora, Minas Gerais, está com edital aberto para o concurso público (Edital n. 281/2015) desde o dia 28 de dezembro de 2015 para cargos de nível médio e superior. As inscrições podem ser realizadas até o dia 27 de janeiro de 2016, nos valores de R$40 a R$80,00.

 Foram disponibilizadas seis vagas para cargos de Técnico de Nível Superior (TNS), conforme abaixo:

 - Analista de Sistemas - 01 (uma) vaga;

- Arquiteto - 01 (uma) vaga;

- Bibliotecário - 01 (uma) vaga;

- Contador - 02 (duas) vagas;

- Historiador - 01 (uma) vaga.

 A remuneração para carga horária de 40 horas semanais é de R$2.388,70 (dois mil reais, trezentos e oitenta e oito reais e setenta centavos). 

 As provas envolvem conteúdo em Português, de Conhecimentos Específicos e Prova Dissertativa. Haverá pontuação referente à titulação acadêmica. A aplicação das provas objetiva e dissertativa ocorrerá na cidade de Juiz de Fora, no dia 28 de fevereiro de 2016 (domingo), com início às 8h e duração de 5 (cinco) horas. Os locais ainda não foram divulgados.

 Os interessados podem consultar o edital completo e fazer suas inscrições através do site www.fluxoconsultoria.com.br

 

Fonte: Editoria RM 

(Nota do editor: notícia originalmente publicada em 04/01/2016 - 33 visitas até h)

SÃO PAULO, São Paulo - Nos próximos meses, os 3,5 mil docentes da Universidade Estadual Paulista (Unesp) serão convocados a se cadastrar no Orcid (sigla para Open Researcher and Contributor ID) e passarão a ter um número de identificação que servirá como uma assinatura digital no ambiente científico global, sem risco de confusão com homônimos.

Quando forem submeter um artigo a uma revista científica, por exemplo, precisarão apenas informar sua sequência particular de 16 números, como a de um cartão de crédito, para que suas informações, tais como nome, assinatura padronizada e afiliação, sejam preenchidas no formulário.

Essa é uma das utilidades mais palpáveis do registro, mas suas aplicações são mais amplas. Cada usuário pode, se quiser, construir um perfil reunindo sua produção acadêmica, numa espécie de currículo acadêmico certificado.

Seus novos papers serão automaticamente recuperados, pois o número de identificação único se conecta com bancos de dados de revistas científicas e repositórios de instituições que se afiliaram ao sistema. A produção científica pregressa também pode ser resgatada. O usuário pode intercambiar dados entre perfis acadêmicos e profissionais, tais como o ResearcherID, da empresa Thomson Reuters, o Scopus e o Mendeley, da editora Elsevier, ou o LinkedIn. Dessa forma, um currículo com informações certificadas pode se tornar acessível a editores e revisores de revistas científicas, agências de fomento e programas de avaliação.

O registro de autores é gratuito, mas instituições podem se afiliar à plataforma, pagando uma taxa anual para integração de sistemas e suporte. A intenção da Unesp é aperfeiçoar a identificação dos seus afiliados no repositório institucional, que reúne dados sobre 92 mil itens da produção científica de docentes e pesquisadores da instituição. A construção do repositório partiu do zero há pouco mais de dois anos e buscava atender a uma demanda da FAPESP para reunir, preservar e dar acesso aberto à produção científica dos pesquisadores das três universidades estaduais paulistas.

Esse esforço, diz Flavia Maria Bastos, coordenadora das bibliotecas da Unesp e do programa de repositório institucional da instituição, exigiu um trabalho minucioso de tratamento das informações disponíveis em bases de revistas científicas e no currículo Lattes dos docentes para identificar a produção de cada um deles, a despeito de não usarem uma assinatura padronizada em todos os artigos – é comum, principalmente quando o autor tem vários sobrenomes, que assinaturas apareçam com abreviações diferentes.

“Agora, quando um docente da Unesp publicar um artigo científico, nosso sistema conseguirá recuperar imediatamente os dados sobre esse paper e vinculá-lo à sua produção científica”, diz Flavia. “Com isso, teremos dados de qualidade sobre a produção de cada pesquisador, de cada unidade da Unesp e da universidade como um todo.

Ainda hoje, apesar dos esforços para criar o repositório, temos parte da nossa produção oculta por ambiguidade de nomes de pesquisadores e da própria Unesp, cuja sigla às vezes é confundida com a da USP e até da Universidade Paulista, a Unip.”

Trabalho de coleta

A Unesp é a primeira instituição brasileira a se afiliar ao Orcid, mas em breve deverá ter companhia. A Universidade de São Paulo (USP) também planeja afiliar-se em 2016. Com um repositório criado em 1985 que congrega mais de 700 mil registros da produção intelectual de seus pesquisadores, inclusive cópias físicas, a USP pretende, com o cadastro universal, tornar automática a recuperação da produção científica, facilitando o trabalho de coleta.

Hoje, a equipe do Sistema Integrado de Bibliotecas (SIBi) da USP cadastra o nome de cada um dos pesquisadores em bases de dados de publicações científicas para receber mensagens de alerta quando seus artigos científicos são publicados. O passo seguinte é baixar uma cópia do documento e preservá-lo no repositório.

“Queremos usar o Orcid para facilitar o rastreamento e trazer os metadados das várias fontes que se interligam por meio de número de identificação único, como o ResearcherID. Essa ferramenta possibilitará que a universidade monitore sua produtividade intelectual por meio dos indicadores”, diz Maria Fazanelli Crestana, coordenadora do Sistema Integrado de Bibliotecas da USP.

O Orcid é uma organização sem fins lucrativos que reúne registros de 1,78 milhão de pesquisadores, principalmente nos Estados Unidos e na Europa. Cerca de 28 mil brasileiros já se cadastraram.

Leia a reportagem completa em http://revistapesquisa.fapesp.br/2015/12/15/rg-de-pesquisador/?cat=politica

 

Fonte: Revista Pesquisa FAPESP - Fabrício Marques

(Nota do editor: notícia originalmente publicada em 04/01/2016 - 50 visitas até 12h)

Agenda

Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31